Topo

Presidente do Chile vai a pizzaria durante protestos e foto viraliza

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, é visto em uma pizzaria de um bairro nobre em Santiago em meio aos protestos na capital - Reprodução/Twitter
O presidente do Chile, Sebastián Piñera, é visto em uma pizzaria de um bairro nobre em Santiago em meio aos protestos na capital Imagem: Reprodução/Twitter
do UOL

Do UOL, em São Paulo

20/10/2019 12h25

Em meio ao caos gerado pela onda de protestos no Chile, o presidente Sebástian Piñera foi flagrado em uma pizzaria na comuna de Vitacura, região nobre da capital Santiago. A foto, tirada na noite de sexta-feira (18), viralizou na internet.

As manifestações começaram há cerca de uma semana contra o aumento no preço das passagens de metrô em Santiago, mas logo se espalharam pelo país e passaram a contestar as políticas do governo chileno.

Piñera foi visto na pizzaria por volta das 20h30 de sexta (horário de Brasília). Ele participava de um jantar para comemorar o aniversário de um dos seus netos.

Horas antes, prédios da companhia de eletricidade Enel e do Banco do Chile foram alvo de ataques incendiários. Estações do metrô também foram depredadas. No início da noite, o presidente chileno chegou a anunciar o fechamento do metrô e a invocar a Lei de Segurança do Estado —legislação que prevê penas mais duras a quem causar danos ou impedir o funcionamento de estabelecimentos públicos e privados de serviços básicos.

Nas redes sociais, a foto de Piñera jantando com sua família causou indignação.

"E Piñera comendo na [pizzaria] Romaria, em Vitacura. COMO SE NADA ESTIVESSE ACONTECENDOOO!!!"

"Quando Roma ardia, o imperador Nero "tocava a lira". Quando Santiago arde, o imperador Piñera "come pizza em Vitacura"

"Como não cancelaram a festa de aniversário? Não podiam comemorar outro dia? Não podiam tê-lo feito em privado? [Piñera] não poderia ter se ausentado? Tamanha era a vontade de comer pizza? Quem tem vontade de comer em meio a esse caos!? A família inteira é louca. Empatia de sociopatas"

Segundo a CNN Chile, o palacio de La Moneda confirmou a veracidade das fotos por volta das 21h30 de sexta. Após as imagens viralizarem, Piñera voltou à sede do governo para tratar da situação na capital.

Na madrugada de sábado, o presidente decretou estado de emergência e toque de recolher em Santiago. A capital amanheceu sob patrulha das Forças Armadas, em uma tentativa do governo para tentar conter a onda de protestos. É a primeira vez que soldados patrulham as ruas da capital chilena desde o fim da ditadura de Augusto Pinochet, em 1990.

Notícias