Topo

Juncker vê situação 'complicada' caso Parlamento britânico rejeite acordo do Brexit

17/10/2019 21h49

Bruxelas, 18 Out 2019 (AFP) - O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, advertiu para uma "situação muito complicada" caso o Parlamento britânico rejeite o acordo sobre o Brexit acertado na quinta-feira entre Reino Unido e União Europeia (UE).

Se a Câmara dos Comuns não aprovar isto, "então estaremos em uma situação muito complicada", avaliou Juncker na madrugada desta sexta-feira, ao final do primeiro dia da reunião em Bruxelas.

Os líderes de Reino Unido e União Europeia concluíram nesta quinta um novo acordo, sobre o qual ainda pesa a persistente ameaça de rejeição do Parlamento britânico.

O texto foi mal recebido em Londres, tanto pela oposição como pelos aliados do primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

"Tenho muita confiança de que quando os deputados de todos os partidos examinarem este acordo verão o mérito de apoiá-lo", afirmou o combativo chefe de governo.

Os deputados britânicos se pronunciarão no próximo sábado sobre o novo acordo, após terem rejeitado outras três propostas da outrora 'premier' Theresa May.

A duas semanas do Brexit, previsto para 31 de outubro, Juncker reafirmou que não vê a necessidade de um novo adiamento na data do divórcio, que seria o terceiro desde março.

Mas diante da ameaça de um novo bloqueio, a UE não descarta mais um adiamento para evitar um temido Brexit sem acordo.

tjc/ahg/lr

Notícias