Topo

Soldado morre ao tentar salvar o pai de afogamento em represa no Paraná

Esvaudo Angieski se afogou com o filho Diego Rafael em represa em Ponta Grossa (PR) - Reprodução
Esvaudo Angieski se afogou com o filho Diego Rafael em represa em Ponta Grossa (PR) Imagem: Reprodução
do UOL

Abinoan Santiago

Colaboração para o UOL

13/10/2019 15h20

Um soldado do Exército Brasileiro morreu ao tentar salvar o pai, de 53 anos, em uma lagoa represada no Distrito Industrial de Ponta Grossa (PR), a 100 km de Curitiba. Eles estavam desaparecidos desde o fim da tarde de ontem depois que pularam na água durante uma pescaria, segundo o Corpo de Bombeiros.

Os corpos do soldado Diego Rafael Angieski e de seu pai, Esvaudo, foram encontrados submersos hoje pela manhã por equipes de mergulhadores.

O primeiro a ser encontrado foi Esvaudo. Diego estava a poucos metros do cadáver do pai. Familiares acompanharam as buscas às margens da lagoa, que fica próxima à BR-376. O local é usado como área de lazer por moradores da região e não tem correnteza.

Segundo o Corpo de Bombeiros, cinco pessoas da família estavam na pescaria. Esvaudo e seus dois filhos pularam na água, mas o soldado conseguiu salvar apenas o irmão.

O soldado Diego Rafael Angieski - Arquivo pessoal
O soldado Diego Rafael Angieski
Imagem: Arquivo pessoal

Diego Rafael estava lotado no 13º Batalhão de Infantaria Blindado de Ponta Grossa. O comando militar divulgou nota dizendo que o soldado morreu "na tentativa de salvar o pai que estava se afogando" e afirmou prestar apoio aos familiares.

Os corpos foram levados para o IML (Instituto Médico Legal) de Ponta Grossa para passar por necropsia.

A família não quis comentar. Ainda não há informações sobre o velório nem sepultamento das vítimas.

Notícias