Topo

Iêmen pode virar o país mais pobre do mundo se a guerra continuar

10/10/2019 08h41

Dubai, 10 Out 2019 (AFP) - O Iêmen, devastado por uma guerra que dura desde 2014, se tornará o país mais pobre do mundo se o conflito continuar até 2022, segundo um relatório da ONU.

"Se os combates continuarem, o Iêmen será em 2022 o país mais pobre do mundo, com 79% da população abaixo da linha da pobreza e 65% vivendo em extrema pobreza", disse o relatório do Programa das Nações Unidas para a Desenvolvimento (PNUD).

Segundo o relatório publicado na quarta-feira, a guerra faz com que a taxa de pobreza passe de 47% em 2014 para 75% em 2019 neste país de 29 milhões de habitantes, segundo a ONU.

O Iêmen, há muito considerado o país mais pobre da península Arábica, mergulhou em guerra quando rebeldes huthis tomaram a capital Sanaa no final de 2014.

Uma coalizão militar liderada pela Arábia Saudita lançou uma ofensiva meses depois para apoiar o governo do presidente Abd Rabbo Mansur Hadi, reconhecido internacionalmente.

Os combates causaram dezenas de milhares de mortes, principalmente civis, e levaram o Iêmen à beira da fome.

Também deslocaram milhões de pessoas.

"A guerra não apenas causou a pior crise humanitária do mundo, como também mergulhou o país em uma profunda crise de desenvolvimento", disse o representante do PNUD no Iêmen, Auke Lootsma, na ocasião da publicação deste relatório.

dm/mh/hj/mab/me/cn

Mais Notícias