Topo

Enfermeira é acusada de roubar insulina de hospital para matar o marido

A ex-enfermeira Nikki Capello é acusada de assassinar seu marido com insulina - Reprodução/MADISON COUNTY JAIL
A ex-enfermeira Nikki Capello é acusada de assassinar seu marido com insulina Imagem: Reprodução/MADISON COUNTY JAIL
do UOL

Do UOL, em São Paulo

10/10/2019 19h05

Uma enfermeira é acusada de ter usado insulina roubada do hospital onde trabalhava para assassinar o marido. O caso aconteceu em setembro de 2018.

Segundo a People, as autoridades acreditam que ela o envenenou com insulina. James "Jim" Cappello, 37, ficou desaparecido por dois dias até que seu corpo ser encontrado na casa onde morava com Marjorie Nicole "Nikki" Cappello, 33, no Alabama (EUA).

Jim era um detetive particular, e Nikki acabou entregando sua licença de enfermeira após a morte do marido.

O Al.com informou, após ouvir os testemunhos no julgamento, que Jim estava investigando sua mulher, acumulando evidências de seu suposto vício em drogas como parte de seu plano de se divorciar. Ele também planejava ficar com a custódia exclusiva de sua filha.

O site apontou ainda que o investigador da polícia de Huntsville, Michael DeNoon, alegou no tribunal que Nikki disse a um amigo que matou o marido e pediu ajuda para esconder o corpo dele.

Nikki foi acusada de assassinato. Ela ainda precisa aparecer no tribunal para apresentar recurso. Seu advogado, Ron Smith, disse que sua cliente é "inocente até que se prove o contrário".

Caso seja condenada, Nikki pode pegar prisão perpétua.

Mais Notícias