Topo

Em um ano e meio, preço da energia deve cair de 30% a 40%, diz Guedes

Ministro acredita em influência de importação de gás e produção oriunda do pré-sal no preço da energia - Mauro Pimentel/AFP
Ministro acredita em influência de importação de gás e produção oriunda do pré-sal no preço da energia Imagem: Mauro Pimentel/AFP

André Ítalo Rocha, Circe Bonatelli e Isadora Duarte

São Paulo

10/10/2019 13h11

O ministro da Economia, Paulo Guedes, projetou um "choque da energia barata" no Brasil, que deverá ser sentida em breve. "Imagino em que um ano e meio os preços das termelétricas vão cair cerca de 30% a 40%", afirmou, citando a importação de gás da Bolívia e da Argentina, além da produção oriunda do pré-sal.

Ele também apoiou a quebra do monopólio estatal na distribuição do gás, aumentando a competição no setor.

O ministro defendeu a abertura do Brasil por meio de do desenvolvimento de infraestrutura de entrada e saída de recursos, como, por exemplo, um trajeto que dê acesso ao Oceano Pacífico pelo Peru, além de outro acesso na Região Norte, na Guiana, onde foram descobertas reservas de petróleo e gás natural.

"Precisamos de saída pelo Norte para escoar recursos nossos e para a entrada de recursos em nossa rede", disse.

As declarações foram feitas durante o Fórum de Investimentos Brasil 2019, organizado pelo governo federal, pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex) e pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Descubra quais eletrodomésticos consomem mais energia

Band Notí­cias

Mais Notícias