Topo

Pneus e seus '10 mandamentos': saiba quando trocar ou fazer rodízio

do UOL

Paulo Amaral

Colaboração para o UOL

06/10/2019 04h00

Cuidar corretamente dos pneus do seu veículo é um modo comprovado de prolongar a vida útil dos compostos e, com isso, economizar um bom dinheiro, tanto em combustível quanto em eventuais consertos - além de garantir a segurança de todos os ocupantes.

Uma das formas mais conhecidas de manter os pneus "saudáveis" é o popular rodízio. O que às vezes causa dúvida no consumidor é sobre o momento certo de efetuar a rotação dos compostos ou, então, de comprar novos para equipar o veículo.

Para ajudar a elucidar essa dúvida, conversamos com dois especialistas no assunto. Rodrigo Alonso, gerente sênior de vendas e marketing da Dunlop do Brasil, e Douglas Quirino, proprietário da Injetronic Centro Automotivo, responsável pela manutenção dos carros e caminhões do Corpo de Bombeiros de São Paulo.

Segundo Quirino, o ideal é realizar o rodízio a cada 10 mil km percorridos com o veículo. Alonso concorda com o colega e acrescenta: "No entanto, qualquer alteração na dirigibilidade, como trepidação do volante, pode afetar a durabilidade dos pneus. Sendo assim, se o motorista perceber qualquer vibração no volante ao dirigir, é importante levar o veículo para fazer uma verificação. Alterações no alinhamento e balanceamento podem afetar e muito a durabilidade dos pneus".

E a hora de trocar?

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Rodrigo Alonso e Douglas Quirino deram a mesma dica para os consumidores que tenham dúvida sobre o momento certo de reservar uma parte do orçamento para efetuar a compra de um novo pneu.

"Todo pneu tem uma marca disponível em diversos pontos da banda de rodagem chamada TWI (Tread Wear Indicator) ou indicador de desgaste de rodagem. Seguindo as normas do Contran, o pneu não pode rodar com a banda de rodagem inferior a 1.6 milímetros e o TWI demonstra isto", sintetizou o gerente da Dunlop.

"São bolinhas que mostram a marca dos 2 milímetros e estão em toda a volta dos pneus. Quando chegar nesse ponto, é hora de trocar", emendou Quirino.

Os "10 mandamentos" do bom pneu

O gerente da Dunlop passou ao UOL Carros o que a fabricante de pneus batizou de "10 mandamentos" do bom pneu, com dicas especiais para prolongar a vida útil dos compostos e, assim, evitar gastos com a troca prematura.

1. Calibre os pneus a cada 15 dias;
2. Verifique as condições dos pneus sempre que cair em um buraco ou raspar em uma guia;
3. Realize check-ups periódicos do sistema de suspensão do veículo;
4. Faça o rodízio dos pneus conforme indicado no manual do carro;
5. Respeite a carga máxima suportada pelo veículo;
6. Evite arrancadas ou freadas bruscas;
7. Substitua os compostos antes que alcancem a marca de segurança (TWI);
8. Troque as válvulas dos pneus quando necessário;
9. Ao efetuar a troca dos pneus, respeite as medidas indicadas pelo fabricante. Rodar com pneus fora da medida pode diminuir a vida útil do automóvel e comprometer a segurança dos ocupantes;
10. Realize alinhamento e balanceamento sempre que notar trepidação ou desalinhamento no curso da direção.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Mais Notícias