Topo

Estudo aponta que vendas do varejo cresceram 11,3% na Semana do Brasil

do UOL

Colaboração para o UOL, em São Paulo

20/09/2019 19h59Atualizada em 23/09/2019 12h57

As vendas do varejo nacional cresceram 11,3% durante a "Semana do Brasil", ação criada pelo Governo Federal para aquecer o comércio. O dado, divulgado pela Cielo, se refere às vendas realizadas entre 6 e 15 de setembro e compara o período da campanha promocional deste ano com o mesmo intervalo de 2018, quando a ação promocional ainda não existia.

Segundo a Cielo, as áreas que mais cresceram foram as de cosméticos (19,8%), móveis, eletroportáteis e lojas de departamento (12,6%) e vestuário e artigos esportivos (6,1%).

Vendas online alcançaram R$2,2 bilhões no período

Já um relatório da empresa Social Miner, especializada em dados de comportamento de consumo no Brasil, aponta que período registrou 5,4 milhões de compras online, que geraram um faturamento de R$2,2 bilhões. Segundo a empresa, houve um aumento de 30,3% na receita dos e-commerces em relação ao mesmo período de 2018.

O levantamento ainda aponta que as categorias que mais registraram pedidos durante a ação promocional foram beleza e saúde, informática e moda, com representatividade de 43,2%, 25,7% e 14,8% respectivamente. Para produzir o relatório, a Social Miner analisou uma base composta por mais de 41 milhões de brasileiros cadastrados em e-commerces.

A "Semana do Brasil" foi inspirada em campanhas de varejo de outros países, como os Estados Unidos, que costumam realizar promoções em feriados nacionais. A data brasileira aproveitou as comemorações do 7 de setembro, quando se celebra a Independência, com o mote "Vamos valorizar o que é nosso".

Mais Notícias