Topo

Vencedor da Mega-Sena diz: "Não seria justo se tivesse só um ganhador"

Rodrigo Gavini/Folhapress
Imagem: Rodrigo Gavini/Folhapress
do UOL

Do UOL, em São Paulo

20/09/2019 17h36

O grupo vencedor da Mega-Sena, formado por funcionários e assessores do PT, da Câmara dos Deputados, dividiu o prêmio de R$ 120 milhões entre 49 cotas. Um dos ganhadores, Laerte Cerqueira, 59 anos, contou seus planos para a bolada e comemorou o fato de ter vários premiados.

"Não seria justo se tivesse só um ganhador, ou seja, teríamos R$ 120 milhões para um só. Com isso, nós íamos ter só um colega feliz", disse em entrevista para o jornal Correio Brasiliense de hoje.

Com o prêmio de R$ 2,4 milhões, o assessor regimental na Comissão de Trabalho e Cultura Laerte revelou que planeja comprar um apartamento para a filha e "resolver um problema de herança de irmãos".

Ele também contou que estava em sua casa quando percebeu que o bilhete do bolão que participou tinha sido premiado. "Vi que um grupo de colegas no WhatsApp estava se movimentando e percebi que tinha alguma coisa nova ali. Fui corrigir (o bilhete) e realmente era".

Cerqueira ainda completou sobre o grupo vencedor: "Há companheiros que têm uma remuneração um pouco melhor, mas outros que têm remunerações baixas. São pessoas que trabalham muito no dia a dia, que não estão aqui brincando, estão trabalhando firme, trabalhando duro".

Notícias