Topo

Resultados quase definitivos das legislativas confirmam bloqueio político em Israel

20/09/2019 06h04

Jerusalém, 20 Set 2019 (AFP) - Os resultados oficiais praticamente definitivos das eleições legislativas em Israel publicados nesta sexta-feira confirmam que o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu e o centrista Benny Gantz ficaram praticamente empatados, mas nenhum dos dois terá condições de formar um governo sozinho.

O partido Azul-Branco de Gantz conquistou 33 cadeiras no Parlamento, contra 31 do Likud de Netanyahu, de acordo com a Comissão Eleitoral. Os resultados definitivos serão divulgados na quarta-feira.

A Comissão ainda precisa contar os votos de 14 centros eleitorais que registraram irregularidades, informa um comunicado oficial.

A Lista Árabe Unida ficou em terceiro lugar, com 13 cadeiras, enquanto o partido ultraortodoxo Shass conquistou nove assentos.

O partido ultraortodoxo ashkenazi Yaadout Hatorah ("Judaísmo Unificado da Torah") terá oito cadeiras no Parlamento, assim como a formação laica nacionalista Israel Beiteinou, do ex-ministro Avigdor Lieberman.

Em seguida aparecem a lista de direita radical Yamina, com sete deputados, o Partido Trabalhista, com seis, e a lista de esquerda Campo Democrático, com cinco.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, que joga sua sobrevivência política, pediu na quinta-feira ao rival Benny Gantz a formação de um governo de união nacional. Gantz propôs a mesma coisa, mas com seu nome à frente do novo Executivo.

O presidente israelense Reuven Rivlin, que tem a tarefa de solicitar a formação do governo a um dos candidatos depois de consultar todos os partidos no Parlamento, iniciará as consultas no domingo.

mib/all/pc/bl/fp

Mais Notícias