Topo

"Veremos o que acontece", diz Trump sobre possível alívio de sanções ao Irã

11/09/2019 18h44

WASHINGTON (Reuters) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deixou em aberto nesta quarta-feira a possibilidade de seu país amenizar as sanções contra o Irã, acrescentando que acredita que Teerã quer fazer um acordo com Washington a respeito de seu programa nuclear.

"Veremos o que acontece", respondeu Trump aos repórteres na Casa Branca quando indagado sobre a possibilidade de os EUA relaxarem sua campanha de "pressão máxima".

    O fato de ele ter demitido John Bolton, conselheiro de Segurança Nacional, na terça-feira desencadeou a especulação de que a política de Washington para adversários como o Irã poderia se abrandar.

    Separadamente, o presidente iraniano, Hassan Rouhani, disse que Teerã não negociará com os norte-americanos, enquanto estes mantiverem sanções contra sua nação.

    Trump afirmou nesta quarta-feira que seria "muito perigoso" para o Irã enriquecer urânio, um passo fundamental no desenvolvimento de uma arma nuclear, e também disse "realmente acredito que eles gostariam de fazer um acordo".

    "Se o fizerem, está ótimo. Se não, também está ótimo", afirmou. "Eles têm uma dificuldade financeira tremenda, e as sanções estão ficando cada vez mais duras."

    Trump e o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, disseram que o presidente está aberto a uma reunião com Rouhani, possivelmente na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) neste mês.

    Indagado se está cogitando tal encontro, Trump disse aos repórteres que não está cogitando nada.

    (Por Jeff Mason; reportagem adicional de Lisa Lambert)

Mais Notícias