Topo

'Rolls-Royce chinês' estreia em Frankfurt, mas esconde informações

do UOL

Ricardo Ribeiro

Colaboração para UOL Carros, de Frankfurt (Alemanha)

11/09/2019 15h05

A chinesa Hongqi aproveitou o Salão de Frankfurt para fazer a sua estreia na Europa. Com planos de exportar modelos para o continente, a marca apresentou dois conceitos para testar a receptividade do público.

Especializada em limusines, a Hongqi já era considerada o "Rolls-Royce chinês". No entanto, desde 2018, a "inspiração" é escancarada. É que o grupo Faw, da qual a marca faz parte, contratou ninguém menos do que Giles Taylor, ex-designer da marca de luxo britânica. Taylor assumiu o cargo de vice-presidente do grupo Faw, com a responsabilidade de comandar o design e o estilo da Hongqi.

O Faw é um dos maiores grupos de fabricantes de carro da China. A Hongqi, que significa bandeira vermelha em mandarim, foi criada em 1958 como uma marca de limusines para agências do governo. Embora também venda sedãs compactos desde 1980, o foco da Hongqi ainda é modelos longos de luxo para clientes de maior poder aquisitivo e funcionários do alto escalão do governo chinês.

Presença tímida

A dianteira do protótipo E115 tem evidente similaridade com os modelos do Rolls-Royce. Detalhes luminosos e dourados conseguem ser mais extravagantes. Taylor parece ter errado nas proporções, com um certo exagero no bico frontal. Já a traseira aparenta ter tomado "emprestado" traços de SUVs premium e grandes, como o Bentley Bentayga.

Os chineses estão ocupando setores em todo o mundo com ferocidade e, no setor automobilístico, desfilam com o título de maior mercado do mundo. Os da Hongqi, porém, pareciam tímidos no Salão de Frankfurt.

Em uma apresentação de poucos minutos, um representante da marca se limitou a dizer que o conceito E115 representa "o luxo chinês" e sumiu sem dar entrevistas. A reportagem retornou três vezes ao espaço da marca, sem sucesso.

Bronca no estande

Depois de muita insistência, surgiu uma funcionária da Hongqi. Sem se identificar, ela apenas informou que detalhes técnicos do protótipo E115 ainda não estavam disponíveis, em inglês ou mesmo em mandarim, e sugeriu acompanhar o site da marca.

Duas recepcionistas alemãs, contratadas para receber os visitantes no espaço, aproveitaram para reclamar com a mesma funcionária sobre a ausência de materiais informativos para entregar. "Muitas pessoas chegam aqui a todo o momento e não temos o que dizer ou oferecer, apenas pedir desculpa. Não preparam nenhum material? Isso é loucura", disse uma delas.

A Hongqi também apresentou o conceito S9, que seria o seu primeiro esportivo. Segundo o que traduzimos do site da marca, o protótipo tem motor 4.0 V8, portas de borboletas e será produzido em breve. Será?

Mais Notícias