Topo

Polícia investiga maus-tratos a cão amarrado em carro; dono se defende

do UOL

Hygino Vasconcellos

Colaboração para o UOL, em Porto Alegre

11/09/2019 12h49

A Polícia Civil apura uma denúncia de maus-tratos contra um cachorro da raça boxer flagrado amarrado no pescoço na traseira de um carro em movimento em Ijuí, no Rio Grande do Sul. O caso ocorreu na tarde do último domingo e ganhou repercussão após um vídeo de 30 segundos ser publicado nas redes sociais.

Conforme o chefe do cartório da 2ª delegacia de Ijuí, Ricardo Andrades, a investigação está em andamento e até o momento já foram ouvidos o dono do animal e a mulher que compartilhou o vídeo. A polícia tenta localizar o autor da gravação para verificar o que ocorreu além do que foi mostrado nas cenas.

"Por enquanto não há nada concreto que houve maus-tratos. O delegado foi até a casa do dono do cão que, inclusive, tem outros animais que estão bem cuidados", relatou Andrades.

O dono do animal conversou com a reportagem, mas pediu para não ser identificado. Ele relatou que estava voltando do interior do município, com o carro carregado de peças e, quando foi abrir o portão de casa, o boxer e outro cão, uma mistura de fila com labrador, escaparam para a rua. O dono contou que decidiu amarrar um dos cães na traseira do carro para evitar acidentes e ter tempo de pegar o outro cachorro.

"Fiz isso para evitar que atacasse uma pessoa. E eu levei o cão devargazinho", conta o dono.

Enquanto tentava ir atrás do outro cão, começou a ser gravado. O dono lembra que foi abordado por um homem que o questionou do que estava fazendo. Entretanto, não deu atenção para ele. "Eu nem dei bola. Vi ele filmando, mas não dei bola. Minha preocupação era com os cachorros."

Mais Notícias