Topo

Otan inicia ativação de tratado militar diante de "ameaça" na Venezuela

11/09/2019 14h49

Washington, 11 set (EFE).- Com o aval do Brasil e de outros 11 países, a Organização dos Estados Americanos (OEA) deu nesta quarta-feira o primeiro passo para a ativação do Tratado Interamericano de Assistência Recíproca (Tiar), que prevê a defesa mútua entre os integrantes em caso de ataques de forças estrangeiras.

Uma resolução em prol da convocação do órgão de consulta do acordo, apresentada pelas missões permanentes de Brasil, Colômbia, Estados Unidos e Venezuela - esta última representada por delegados do líder opositor e autoproclamado presidente Juan Guaidó -, foi aprovada por 12 votos entre os 18 possíveis.

Segundo o documento, a crise na Venezuela representa "uma clara ameaça à paz e a segurança" na região.

Cinco países se abstiveram, e as Bahamas não participaram da votação. Além do Brasil, também votaram a favor da resolução Argentina, Chile, Colômbia, El Salvador, Estados Unidos, Guatemala, Haiti, Honduras, Paraguai, República Dominicana e Venezuela. EFE

Mais Notícias