Topo

Ações europeias têm alta após China isentar alguns produtos dos EUA de tarifas

11/09/2019 08h25

Por Susan Mathew e Sagarika Jaisinghani

(Reuters) - As bolsas de valores europeias avançavam para máximas em seis semanas nesta quarta-feira, depois que a China diminuiu as preocupações comerciais ao dizer que isentará alguns produtos dos Estados Unidos de tarifas adicionais, com o foco também se movendo para uma reunião do Banco Central Europeu (BCE) na qual o BC que deverá oferecer mais estímulo econômico.

Às 8:21 (horário de Brasília), o índice FTSEEurofirst 300 subia 0,65%, a 1.530 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhava 0,72%, a 389 pontos.

As ações da zona do euro operavam em alta, com os investidores demandando ações de bancos, mineradoras e fabricantes de peças de automóveis pelo segundo dia seguido.

No mais recente sinal de que as tensões com os Estados Unidos podem estar esfriando, o Ministério das Finanças da China disse que 16 tipos de produtos norte-americanos serão isentos de tarifas retaliatórias adicionais.

Os mercados agora aguardam uma resposta de Washington à ação da China, depois de meses de imposição retaliatória de tarifas que tem afetado o crescimento global e estimulado vendas generalizadas no mercado de ações.

No entanto, analistas ainda estão longe de prever que um acordo comercial entre EUA e China será alcançado este ano.

Todos os olhos estão agora voltados para a reunião de política monetária do BCE na quinta-feira, em que é amplamente esperada uma redução nas taxas de juros e a retomada de um programa de compra de ativos num momento em que a principal economia da zona do euro --a Alemanha-- está se aproximando da recessão.

. Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,95%, a 7.337 pontos.

. Em FRANKFURT, o índice DAX subia 0,73%, a 12.358 pontos.

. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,44%, a 5.617 pontos.

. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de 0,35%, a 21.946 pontos.

. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de 0,03%, a 9.075 pontos.

. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,45%, a 5.017 pontos.

Mais Notícias