Topo

Cristina consegue autorização da Justiça argentina para visitar filha em Cuba

10/09/2019 22h33

Buenos Aires, 10 set. (EFE).- Candidata à vice-presidência da Argentina, a ex-presidente e atual senadora do país, Cristina Kirchner, conseguiu autorização da Justiça e viajará na madrugada desta quarta-feira à Cuba para visitar sua filha, que recebe tratamento médico na ilha.

Acusada de formação de quadrilha e fraude em licitações de obras públicas durante o período que governou a Argentina, Cristina precisou pedir ao Tribunal Oral Federal, em Buenos Aires, autorização para deixar o país entre 11 e 16 de setembro.

O pedido foi feito pelo advogado da atual senadora, Carlos Beraldi. Fontes ligadas à ex-presidente ouvidas pela Agência Efe disseram que essa é a última viagem que ela fará a Cuba antes do primeiro turno das eleições presidenciais, marcado para ocorrer em 27 de outubro. Cristina é candidata a vice na chapa de Alberto Fernández, pela coalizão Frente de Todos.

Florença Kirchner, filha de Cristina com o também ex-presidente argentino Néstor Kirchner, recebe tratamento em Cuba para se curar de um transtorno de estresse pós-traumático e de outras doenças secundárias. A última vez que a atual senadora esteve na ilha foi entre 22 e 30 de agosto, pouco depois de a chapa de Fernández vencer as primárias no país.

Cristina disse em março deu Florença sofre de problemas de saúde provocados pela "perseguição feroz" que a Justiça da Argentina vem promovendo contra elas. A filha da ex-presidente também é acusada de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Florença viajou a Cuba em fevereiro para participar de um curso para roteiristas de cinema, mas seu estado de saúde se deteriorou sensivelmente depois do voo. Os médicos da ilha a proibiram de viajar de avião e, portanto, ela não pôde voltar à Argentina. EFE

Mais Notícias