Topo

Ataques aéreos deixam 10 civis mortos na Líbia

7.mai.18 - Khalifa Haftar, o homem forte da Líbia - Abdullah Doma/AFP
7.mai.18 - Khalifa Haftar, o homem forte da Líbia Imagem: Abdullah Doma/AFP

Trípoli

17/08/2019 18h29

Pelo menos dez civis morreram hoje vítimas de ataques aéreos das forças do marechal Khalifa Hafter, homem forte da Líbia, na cidade de Murzuq, segundo informações passadas por uma fonte das forças de segurança à Agência Efe.

A fonte disse que um avião de combate Mig, que partiu da base de Barak, no sul do país, fez até três lançamentos de mísseis do tipo Haun contra dois bairros da entrada oriental da cidade, habitada principalmente por membros da tribo de Al Tubuo

Há apenas dez dias, a mesma cidade foi alvo de ataques das forças aéreas de Hafter, o que provocou a morte de 43 pessoas e ainda deixou outras 60 feridas. Além disso, a aviação do marechal bombardeou hoje o jardim zoológico do bairro de Abu Salim, no sul de Trípoli, sem deixar mortos, como informou uma fonte de segurança da capital.

Hafter, cujas tropas controlam a maior parte de Líbia e todas as jazidas de petróleo, lançou no dia 4 de abril uma ofensiva para tentar conquistar a capital quando o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, fazia uma visita oficial, em uma clara mensagem à comunidade internacional.

Desde então, morreram mais de mil pessoas, entre milicianos e civis, mais de 5 mil ficaram feridas e cerca de 100 mil se viram obrigadas a deixar suas casas e se tornarem refugiados internos.

A Líbia tem atualmente dois governos: um no leste, tutelado pelo marechal, apoiado militarmente por Egito, Arábia Saudita, Emirados Árabes, França e Rússia, e outro chamado de Acordo Nacional (GNA), com respaldo da ONU.

Mais Notícias