Topo

Vítima de abuso de padre diz que revelou episódio ao papa João Paulo II

O Papa João Paulo II, morto em 2005 - AFP/Getty Images
O Papa João Paulo II, morto em 2005 Imagem: AFP/Getty Images
do UOL

Do UOL, em São Paulo

14/08/2019 17h59

James Grein, que acusa o ex-padre Theodore McCarrick de abusos sexuais, disse, hoje, que falou para o papa João Paulo II sobre os abusos que sofreu. De acordo com ele, o pontífice não fez nada. A informação é do jornal "New York Daily News".

Grein, 60, acusa McCarrick de ter abusado dele desde os 11 anos de idade. O ex-padre foi expulso da Igreja Católica no início de 2019.

Grein diz que pediu para McCarrick levá-lo a uma visita ao papa João Paulo II no Vaticano em 1988. "Foi em uma sala privada. Eu disse essas palavras: 'McCarrick vem me abusando desde que sou pequeno'", falou, hoje, do lado de fora da Catedral de St. Patrick, em Nova York.

De acordo com Grein, o pontífice respondeu com um olhar vazio. "Ele me abençoou. Ele colocou as mãos na minha cabeça", acrescentou. Grein move processos contra McCarrick e contra a igreja.

Mais Notícias