Topo

Pacote de Macri não acalma mercado, e peso argentino segue em queda

14/08/2019 12h00

Buenos Aires, 14 ago. (EFE).- O peso argentino abriu o dia nesta quarta-feira em baixa em relação ao dólar apesar do pacote de medidas econômicas anunciado pelo presidente do país, Mauricio Macri, minutos antes da abertura do mercado.

Segundo o Banco de la Nación, o dólar começou o dia cotado a 61 pesos argentinos para a venda, uma valorização de 5,1% em relação ao fechamento de ontem.

O risco-país também segue crescendo, mas em um ritmo menor do que nos últimos dois dias. Hoje, o índice bateu os 1.867, um novo recorde durante o governo de Macri, após fechar a terça-feira em 1.771. Só a Venezuela está acima da Argentina no ranking.

Faltando ainda a abertura da Bolsa de Comércio de Buenos Aires, esta foi a reação dos investidores ao pacote de Macri para tentar aliviar a crise econômica enfrentada no país e reverter a ampla derrota nas eleições primárias realizadas no domingo.

Entre as medidas, Macri anunciou um aumento do salário mínimo, moratória para as dívidas de pequenas e médias empresas, além de um congelamento dos preços dos combustíveis por 90 dias. EFE

Mais Notícias