Topo

Incêndio em ilha grega provoca "catástrofe ecológica"

Em Macrymalli (Grécia)

14/08/2019 06h51

Os bombeiros gregos lutavam hoje para tentar controlar o incêndio na ilha Eubeia, que ameaça provocar "uma enorme catástrofe ecológica" ao devastar uma das reservas mais bem preservadas da flora e fauna selvagem no país.

As chamas, que começaram há 30 horas e avançam por uma frente de 12 quilômetros, não provocaram nenhuma morte até o momento, mas quatro municípios ordenaram a saída de moradores em Eubeia, a segunda maior ilha grega depois de Creta e que fica a pouco mais de 100 quilômetros de Atenas.

"É uma enorme catástrofe ecológica em uma floresta de pinheiros única, que permanecia intacta até agora", lamentou o presidente regional Costas Bakoyannis.

O fogo começou à margem de uma estrada na madrugada de terça-feira e se propagou rapidamente com as fortes rajadas de vento e a vegetação muito densa e seca da ilha, um pinhal considerado patrimônio natural por sua fauna e flora selvagem.

O incêndio obrigou a saída de moradores das localidades de Kontodespoti, Macrymalli, Stavros e Platana, no centro da ilha, e ameaça atingir a cidade de Psachna durante a noite.

"De Psachna até Kontodespoti e Makrymalli tudo queimou. Tivemos a sorte de que não registramos vítimas humanas", declarou Thanassis Karakatzas, diretor da Defesa Civil, à agência grega ANA.

Quase 200 bombeiros trabalham na área do incêndio e recebem o apoio de 75 veículos, nove helicópteros e sete aviões de combate às chamas.

Mais Notícias