Topo

"Airbags mortais": Takata é condenada a pagar R$ 38,5 milhões a 102 vítimas

Honda Accord com airbags da Takata - Joe Raedle/AFP - 21.5.2015
Honda Accord com airbags da Takata Imagem: Joe Raedle/AFP - 21.5.2015
do UOL

Do UOL, em São Paulo (SP)

09/08/2019 10h37

Os airbags problemáticos da Takata continuam dando bastante dor de cabeça à fabricante. O Tribunal do Distrito Leste de Michigan, nos EUA, anunciou que a empresa deverá iniciar os pagamentos de restituição às vítimas.

Em 2019, os pagamentos totalizam cerca de 9,8 milhões de dólares (R$ 38,5 milhões), que serão destinados a 102 vítimas. A quantia a ser recebida por cada uma delas será de acordo com os ferimentos sofridos.

Os airbags da Takata estão ligados a pelo menos 24 mortes em todo o mundo. Destas, 16 foram nos Estados Unidos, onde mais de 250 feridos também já foram contabilizados.

Nos últimos anos, perto de 70 milhões de veículos nos Estados Unidos foram convocados para recall devido a falhas nos airbags da Takata. O número representa cerca de 13% de todos os veículos registrados no país.

Alvo do maior recall de segurança automotiva da história, a Takata se declarou culpada e foi obrigada a pagar cerca de US$ 1 bilhão à Justiça americana (R$ 3,9 bilhões). Dessa multa, US$ 125 milhões (R$ 491 mi) serão utilizados para auxiliar feridos.

Os outros US$ 850 milhões (R$ 3,3 bi) irão para as montadoras, para cobrir os custos de recall e substituição. Os US$ 25 milhões (R$ 98,2 mi) restantes serão usados como multa.

Quer ler mais sobre o mundo automotivo e conversar com a gente a respeito? Participe do nosso grupo no Facebook! Um lugar para discussão, informação e troca de experiências entre os amantes de carros. Você também pode acompanhar a nossa cobertura no Instagram de UOL Carros.

Mais Notícias