Topo

5 carros usados de até R$ 60 mil que valem a pena ter na sua garagem

Felipe Carvalho

Felipe Carvalho é administrador de empresas, consultor e primeiro "caçador de carros" profissional do país. Seu canal no YouTube dedicado a avaliações de achados automotivos tem mais de 100 mil inscritos. www.youtube.com/CarrosdoPortuga

do UOL

Colaboração para o UOL

08/08/2019 07h00

Recentemente tive a oportunidade de avaliar um Toyota Etios 1.3 com câmbio automático, o carro mais barato do Brasil com esse tipo de câmbio. O pequeno hatch me surpreendeu positivamente, mas é preciso desembolsar mais de 57 mil reais entre carro e IPVA proporcional para levar um zero-quilômetro para casa.

Por mais que eu tenha enxergado muitas qualidades no carro, pagar quase R$ 60 mil num modelo que não tem um simples sistema de som é algo que não faz sentido para mim.

Diante disso, fui para os classificados procurar o que de fato colocaria na minha garagem, caso eu estivesse com um orçamento próximo desses R$ 60 mil. Vale dizer que as escolhas foram pensadas em cinco diferentes categorias. Procuro sempre me imaginar com necessidades além das que eu tenho, assim penso que o leitor será atendido em pelo menos uma delas. Vamos a eles:

VW Golf Comfortline 2014

Divulgação
Imagem: Divulgação

O Golf é um dos carros mais vendidos no mundo, e não tem porque ser diferente. Dirigibilidade irrepreensível, muito bem equipado e bonito. É um hatch médio que sempre chama atenção e desperta interesse naqueles que não precisam de um carro tão espaçoso para a família. Com R$ 60 mil, é possível levar para casa a versão de entrada com câmbio DSG do modelo 2014, ano em que desembarcou por aqui a sétima geração importada da Alemanha.

Apesar de ser a versão de entrada, ela vem recheada de equipamentos importantes, como sete airbags, controles de estabilidade e tração e um excelente acabamento interno. E se você for bom de negócio, é possível que consiga levar a versão Highline pelo mesmo preço, que adiciona ar condicionado dual zone, controlador de velocidade e mais alguns outros mimos.

A tabela Fipe desta versão está nos R$ 65 mil, mas tem vários anúncios perto dos R$ 60 mil. O maior problema está no câmbio DSG, alvo de muitas críticas de proprietários. É do tipo automatizado de dupla embreagem com sete marchas, configuração que permite trocas de marchas muito rápidas. Porém, é bem ruidosa e tem histórico de quebras. Particularmente, encararia a compra do modelo mesmo ciente disso. As qualidades do carro superam o risco de problemas com o câmbio.

Nissan Altima 2014

Divulgação
Imagem: Divulgação

Loucura para muitos, excelente para poucos, o Altima teve passagem curta por aqui, mas mostrou que a Nissan sabe fazer belos carros. Com porte de sedã médio-grande, ele mais parecia um Sentra melhorado, em todos os sentidos. Ultimamente, tenho recebido muitos pedidos de Altima, o que indica que alguns não se importam em levar para casa um carro que saiu de linha.

A lista de equipamentos é enorme e superior a de qualquer outro sedã médio. Para o leitor ter uma ideia do luxo embarcado, até o volante tem aquecimento. O motor é um saudável 2.5 com 182 cv, que conversa muito bem com o câmbio automático do tipo CVT.

Recentemente, o UOL Carros escreveu sobre o carro, expondo a opinião de alguns felizes proprietários. Ficou claro que o modelo não é tão difícil de se manter, como a maioria imagina. Para mim, não resta dúvidas de que é a opção com melhor relação custo/benefício da categoria. Só não compre se a garagem for pequena...

Kia Sorento 2.4 EX 2014

Divulgação
Imagem: Divulgação

Na categoria dos SUVs, não faltam opções dos modelos de entrada, geralmente com pouco espaço para bagagens. Mas já que é para ter um SUV, que seja um grandalhão com a vantagem da sobra de espaço, tanto para ocupantes como para bagagens. É o caso da Sorento, que se destaca de outras concorrentes por ter motor 2.4, mais adequado ao peso extra deste tipo de carro.

Alguns concorrentes usam motores 2.0 e sofrem bastante com acelerações e retomadas de velocidades. Quem tiver curiosidade para consultar a tabela Fipe vai se deparar com o valor de R$ 66 mil, distante da proposta da coluna. Mas os anúncios não chegam próximos deste valor e ficam mais perto dos R$ 62 mil. Levando em conta a negociação, o valor final será ainda melhor.

Fiat Freemont Precision 2014

Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL

Nas colunas passadas, por vezes indiquei modelos com sete lugares mais comuns e racionais, como as Chevrolets Zafira e Spin. Porém, com um orçamento maior, escolhi um modelo mais refinado, que não é tão bem visto no mercado de usados, mas reserva algumas boas qualidades. Para começar, essa versão Precision é tão bem equipada quanto sua irmã gêmea da Dodge, a Journey R/T.

A maior diferença está no motor, que na Fiat é bem menos potente, porém adequado ao carro. Para quem não sabe, esse 2.4 é exatamente o mesmo que hoje é usado na picape Toro. Na Freemont é um pouco menos potente e só aceita gasolina, mas basta comparar os números dos diâmetros dos cilindros e dos cursos dos pistões para concluir que são os mesmos motores.

O câmbio passou a ter seis marchas nesse modelo 2014, o que contribuiu para o carro ser um pouco mais eficiente. Internamente, a terceira fileira de bancos é bem mais generosa que o normal. Continua sendo mais adequada para crianças, mas o sufoco é menor. Por R$ 60 mil, é uma excelente opção de carro com sete lugares para quem quer sair do trivial e oferecer mais conforto para a família.

Peugeot 208 GT 2017

Divulgação
Imagem: Divulgação

Se o objetivo for diversão, a Peugeot tem uma versão do 208 que atende muito bem. Com o delicioso motor 1.6 turbo e o câmbio manual de seis marchas, o pequeno 208 GT faz a alegria dos mais descolados. São 173 cv quando abastecidos com álcool, num carro relativamente leve.

Como não tem opção de câmbio automático nessa versão, não é tão comum ver um GT nas ruas, mas isso pode ser algo positivo para quem gosta de exclusividade. Hoje em dia, esse tipo de carro não atende minhas necessidades, mas imagino que se fosse mais novo e tivesse esse orçamento de R$ 60 mil para comprar um carro, a escolha seria o 208 GT.

Mais Notícias