Topo

Moody's diz que aprovação reforma da Previdência na Câmara é "sinal positivo"

11/07/2019 16h58

São Paulo, 11 jul (EFE).- A agência de classificação de riscos Moody's avaliou nesta quinta-feira que a aprovação da reforma da Previdência no plenário da Câmara dos Deputados é "um sinal positivo" sobre a capacidade do Brasil de "avançar com a agenda de reformas" desejada pelo mercado financeiro.

Segundo afirmou em comunicado a analista sênior Samar Maziad, a reforma é um "evento positivo para o crédito" do país, perspectiva que está de acordo com as expectativas da agência.

A Câmara dos Deputados aprovou ontem, com placar de 379 votos a favor e 131 contra, o texto-base da reforma, que também depende da aprovação do Senado.

"Se a aprovação final da reforma abrir portas para reformas estruturais adicionais, isso fortalecerá o perfil de crédito do Brasil, gerando estímulos às perspectivas de crescimento de médio prazo", afirmou Maziad na nota.

O analista Rafael Passos, da corretora Guide Investimentos, disse à Agência Efe que o mercado "já tinha antecipado" a aprovação da reforma, por isso viveu nas últimas semanas "uma euforia" e agora voltou operar dentro da "normalidade".

"O que acontece é que o mercado normaliza sua atividade, pois já tinha previsto esta aprovação. O que surpreende é o placar, com tantos votos a favor", comentou.

O analista destacou que, além do primeiro passo para a aprovação final da reforma, o mercado brasileiro também foi influenciado nas últimas semanas pelos mercados internacionais e a atuação dos Bancos Centrais de Estados Unidos e da União Europeia, além do intenso fluxo de transações no cenário doméstico. EFE

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Notícias