Topo

Candidatos para substituir Theresa May criticam Boris Johnson, que lidera disputa

2019-06-16T11:50:34

16/06/2019 11h50

Por Elizabeth Piper

LONDRES (Reuters) - Vários candidatos esperançosos na disputa por substituir a primeira-ministra britânica, Theresa May, criticaram o favorito Boris Johnson neste domingo, questionando sua promessa de deixar a União Europeia até o fim de outubro.

Com o ex-prefeito de Londres e ministro das Relações Exteriores Johnson mantendo um perfil discreto, os outros candidatos têm tentado apresentar seus casos para liderar o Partido Conservador. Mas a questão sempre volta para "Boris".

A publicidade gratuita fez pouco até agora para afetar Johnson, que, ao contrário de muitos políticos, é mais conhecido pelo seu primeiro nome, Boris. Ele garantiu uma grande liderança na primeira rodada de votação e sua equipe espera por um aumento de participação nesta semana, na segunda.

Mas agora as luvas foram tiradas. Candidato após candidato questionou, no domingo, sua capacidade de navegar a saída do Reino Unido da UE, dizendo que sua promessa de sair em 31 de outubro era quase impossível e colocaria o Reino Unido no caminho de um Brexit sem acordo.

"A diferença entre mim e Boris é que eu tentaria fazer um acordo", disse o ministro das Relações Exteriores, Jeremy Hunt, que ocupa o segundo lugar no concurso de liderança.

"Não vou criar um conjunto de circunstâncias que tornem quase impossível um acordo, porque acho que deveríamos oferecer ao país algumas escolhas melhores", disse ele ao Andrew Marr Show, do canal BBC, acrescentando ser a única “alternativa”.

(Por Elizabeth Piper)

Mais Notícias