Topo

Motoristas e cobradores fazem acordo, e greve de ônibus é suspensa em SP

Carla Daniel/Frame/Estadão Conteúdo
Imagem: Carla Daniel/Frame/Estadão Conteúdo
do UOL

Marcela Leite*

Do UOL, em São Paulo

22/05/2019 21h14

Uma assembleia realizada na tarde de hoje com 8.000 trabalhadores decidiu pela suspensão da greve dos motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo, que estava prevista para esta quinta-feira (23).

Dentre outras reivindicações, os profissionais do transporte público pediam um reajuste salarial de 8%, mas as empresas do setor ofereciam 4%. A proposta final, de 5,1%, foi aceita pela classe.

O valor aprovado veio depois que o prefeito Bruno Covas interveio e indicou o ex-presidente da Câmara Municipal, o vereador Milton Leite (DEM), ligado à área de transportes, para fazer parte das negociações entre patrões e trabalhadores. Até hoje, ao menos quatro reuniões haviam ocorrido, sem acordo.

Por dia, cerca de 4 milhões de pessoas são transportadas em 14 mil ônibus na capital paulista. São, ao todo, 50 mil funcionários, entre motoristas de ônibus, cobradores e funcionários de manutenção.

*Com informações do Estadão Conteúdo

Notícias