Topo

DF: homem é preso acusado de dar garrafada em garota de programa após orgia

do UOL

Jéssica Nascimento

Colaboração para o UOL, em Brasília

15/04/2019 22h51

Um homem foi preso no último sábado (23) suspeito de tentar matar uma garota de programa dentro de um motel em Sobradinho, no Distrito Federal. A jovem de 23 anos ficou ferida com cortes profundos no rosto após ser agredida com uma garrafa de vidro na manhã seguinte a uma orgia. O caso é tratado como tentativa de homicídio.

De acordo com o boletim de ocorrência, ao qual o UOL teve acesso, a vítima e o suspeito já se conheciam de programas anteriores. Eles se encontraram em um bar no Paranoá e seguiram para o motel com mais quatro pessoas, por volta de 2h da madrugada.

A mulher disse que cobrou R$ 300 pelo programa. O grupo teria alugado apenas um quarto e três pessoas foram embora mais cedo, restando no local a vítima, a namorada dela e Domingos Sávio Lacerda Martins.

Segundo a vítima, marca teria sido resultado de ataque de um cliente após orgia em motel - Divulgação
Segundo a vítima, marca teria sido resultado de ataque de um cliente após orgia em motel
Imagem: Divulgação
Por volta das 10h, elas decidiram ir embora e encerrar o programa, o que teria desagradado o suspeito.

"Eles passaram a noite se divertindo, usando drogas e bebendo. Quando amanheceu, o Sávio quis ter novamente relações com a vítima. Ela se negou, houve uma discussão e o homem impediu que as duas mulheres deixassem o quarto, por cerca de dez minutos. Logo depois, atacou a vítima com uma garrafada no rosto", explica a delegada Jane Klebia, que investiga a ocorrência.

Suspeito alegou legítima defesa

Segundo Jane Klebia, o suspeito chegou alterado na delegacia "sem saber o que estava acontecendo". Porém, confessou o crime, alegando ter agido em legítima defesa. Um vídeo divulgado pela Polícia Civil mostra como o quarto do motel ficou.

"Ele disse que estava dormindo, quando a mulher tentou agredi-lo. Para se defender, ele quebrou a garrafa e cravejou no rosto dela", relatou a delegada.

Após a confusão, a namorada da vítima passou mal e foi levada desacordada ao Hospital Regional do Paranoá (HRPa). Já a mulher agredida foi conduzida pelos bombeiros ao Hospital Regional de Sobradinho (HRS) e depois encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML), para realizar o exame de corpo de delito.

O UOL tenta contato com o advogado do suspeito.

Mais Notícias