Topo

Para Guggenheim Partners, Fed deixou economia mais vulnerável

Adam Haigh e Scarlet Fu

2019-03-21T14:57:39

21/03/2019 14h57

(Bloomberg) -- A inversão da postura do banco central dos EUA está agravando vulnerabilidades sistêmicas na economia americana e é boa hora para realizar lucros, recomendou Scott Minerd, diretor de investimentos da Guggenheim Partners.

A inesperada sinalização do Federal Reserve de que não mexerá nos juros até o final do ano vai intensificar os excessos das empresas americanas, que já estão bastante endividadas, além de expor a economia a chances maiores de choques no futuro, disse ele em entrevista à Bloomberg TV.

"Parece que eles trouxeram a bebida de volta para a festa e estão convidando todo mundo a tomar uma taça", afirmou Minerd. "Eles foram um pouco longe demais."

No final de dezembro, com o mercado em queda, Minerd falou que o achatamento da curva de juros indicava que a política monetária dos EUA estava "restritiva demais e sem reservas suficientes no sistema para estimular a economia". Duas semanas depois, o presidente do Fed, Jerome Powell, levantou a possibilidade de pausar a campanha de elevação de juros. Na reunião de janeiro, o banco central sinalizou pausa prolongada nos juros.

Na opinião de Minerd, a decisão tomada pelo Fed na quarta-feira não é favorável para os ativos de risco ? que sofrerão mesmo se o banco central acertar a previsão de que as pressões inflacionárias vão se aumentar ? porque as margens de lucro serão atingidas. Investidores das bolsas também demonstraram essa dúvida. O ânimo inicial diminuiu e o S&P 500 terminou o pregão em baixa. A desvalorização do dólar não ajudou as bolsas na Ásia, que tiveram desempenho misto nesta quinta-feira. Com o feriado no Japão, os mercados do país estavam fechados.

"Inevitavelmente, estamos em uma fase tardia do ciclo e a recessão está por aí", disse ele. "Podemos discutir sobre quando, mas vai chegar, e o movimento foi muito bom desde 2009 - não é má hora para realizar uns lucros."

Repórteres da matéria original: Adam Haigh em Sydney, ahaigh1@bloomberg.net;Scarlet Fu em N York, scarfu@bloomberg.net

Mais Notícias