PUBLICIDADE
Topo

Pesquisadora consegue eliminar em 100% a presença de HPV em mulheres

Reprodução/Instituto Politécnico Nacional do México
Imagem: Reprodução/Instituto Politécnico Nacional do México

Do BOL

em São Paulo

14/02/2019 17h45

A equipe da cientista mexicana Eva Ramon Gallegos, da Escola Nacional de Ciências Biológicas do Instituto Politécnico Nacional, conseguiu eliminar em 100% a presença do HPV (Papiloma Vírus Humano) do colo do útero de 29 mulheres da Cidade do México através de terapia fotodinâmica. 

A técnica consiste na aplicação de ácido delta aminolevulínico no colo do útero da paciente. Após algumas horas, o fármaco se transforma em protoporfirina IX, uma substância fluorescente que se acumula nas células e é retirada com a utilização de um laser especial.

Os resultados alcançados pela equipe de Gallegos são frutos de 20 anos de pesquisa sobre os resultados de terapias fotodinâmicas em tumores de câncer de pele, de mama e de colo de útero. "Ao contrário de outros tratamentos, a terapia fotodinâmica remove apenas células danificadas e não afeta estruturas saudáveis. Portanto, tem um grande potencial para reduzir a taxa de mortalidade por câncer de colo de útero", afirmou a cientista.

Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), o câncer de colo de útero é o quarto mais comum entre as mulheres. No Brasil, a doença é a terceira causa de morte por câncer entre mulheres. 

Para receber notícias do Brasil e do mundo, acesse o Messenger do BOL, digite "Notícias" e clique em "Sim". É simples e grátis!

Notícias