Topo

Trump diz não estar "contente" com acordo para evitar fechamento do governo

12/02/2019 17h33

Washington, 12 fev (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta terça-feira não estar "contente" com o acordo firmado nesta segunda-feira por um comitê bipartidário do Congresso para evitar outro fechamento do governo a partir do dia 15 de fevereiro.

"Se estou contente? A resposta é não. Não estou contente (com o acordo). Vou acrescentar algumas coisas", disse Trump aos jornalistas na Casa Branca, sem dar mais detalhes a respeito.

Apesar de expressar insatisfação com o pacto, Trump afirmou que não acredita que acontecerá outro fechamento parcial do governo em breve.

"Não acredito que vá acontecer outro fechamento do governo. Se acontecer, será por culpa dos democratas. Estou extremamente descontente com o que os democratas nos deram", acrescentou.

Republicanos e democratas no Congresso anunciaram ontem um acordo para evitar nesta sexta-feira um novo fechamento parcial do governo que inclui o financiamento para o muro da fronteira.

O pacto inclui US$ 1,375 bilhões para a construção de outras 55 milhas (cerca de 88,5 quilômetros) de muro na fronteira com o México, segundo o jornal "The Washington Post", bem longe dos US$ 5,6 bilhões que Trump pedia para 200 milhas (322 quilômetros).

O próprio Trump não descartou nesta terça-feira declarar uma emergência nacional para realocar fundos militares ou de desastres naturais para a construção do muro.

"Estou considerando tudo", respondeu o governante ao ser perguntado sobre essa possibilidade.

Os congressistas passaram semanas negociando após o desacordo entre ambos sobre a segurança na fronteira ter causado entre dezembro e janeiro um fechamento parcial do governo durante 35 dias, o mais longo da história do país.

O acordo deve contar agora com o sinal verde de Trump, que precisa confirmá-lo se o Congresso chegar a aprová-lo, para que assim evite o fechamento quando os fundos atuais se esgotarem na sexta-feira. EFE

Mais Notícias