Topo

'Italianos estão quase todos loucos', diz Berlusconi

12/02/2019 18h58

ROMA, 12 FEV (ANSA) - Candidato a deputado do Parlamento Europeu, o ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi afirmou nesta terça-feira (12) que os italianos estão "quase todos loucos" por não votar mais nele.   

"Quando há eleições, quantos votam em Berlusconi? Cinco ou seis italianos a cada 100, uma coisa fora de lugar. Os italianos estão quase todos loucos. Que se olhem no espelho", ironizou o ex-premier, em entrevista ao Canal 5.   

Segundo Berlusconi, os eleitores entregaram o país a "quem não trabalhou nem estudou", em referência ao vice-primeiro-ministro e líder do Movimento 5 Estrelas (M5S), Luigi Di Maio, que tem escassa experiência profissional e não possui diploma universitário.   

"Berlusconi se formou com louvor, foi campeão em muitos esportes, criou do zero várias empresas, fundou um canal de TV, uma força política que governou por quase 10 anos, nunca colocou as mãos nos bolsos dos italianos e eliminou vários impostos", disse Berlusconi, já condenado em definitivo a um ano de serviços sociais por fraude fiscal.   

Após ter cumprido sua pena, ele recuperou os direitos políticos e anunciou sua candidatura ao Parlamento Europeu, como líder do partido conservador Força Itália (FI).   

Berlusconi foi o principal nome da direita italiana por duas décadas, mas perdeu espaço por causa de seus problemas com a Justiça e da ascensão de Matteo Salvini, também vice-primeiro-ministro. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Notícias