Topo

Autoridades abrem investigação após festa filmada em penitenciária portuguesa

11/02/2019 19h36

Lisboa, 11 fev (EFE).- Uma festa organizada por um grupo de presidiários na penitenciária de Paços de Ferreira, em Portugal, gerou polêmica no país após um dos detentos postar vídeos da comemoração em uma rede social, o que provocou a abertura de uma investigação.

A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais confirmou à Agência Efe a abertura da investigação sobre a festa, a cargo do Serviço de Auditoria e Inspeção Norte e coordenada por um juiz do Ministério Público.

"A realização de festas e a utilização de celulares por reclusos é ilícita e será sempre objeto de investigação e de um procedimento disciplinar de todos os implicados e identificados neste tipo de situação", afirmou.

A festa - que comemorava o aniversário de um condenado por tráfico de drogas, segundo a imprensa portuguesa - aconteceu durante a tarde de sábado na ala A da penitenciária de Paços de Ferreira, no norte de Portugal, onde cinco guardas trabalhavam naquela noite.

No vídeo é possível ver que um grupo de detentos saiu das celas e montou várias mesas no corredor da prisão, onde comeram bolo e dançaram. As imagens mostram vários presidiários utilizando o celular, o que é proibido, e nelas não aparece nenhum guarda. EFE

Mais Notícias