Topo

Rede de mercados contrata "pessoas felizes"

Anúncio de vaga da rede Multi Gula, em Curitiba (PR), que está contratando "pessoas felizes" - Zac Lucatelli/Divulgação
Anúncio de vaga da rede Multi Gula, em Curitiba (PR), que está contratando "pessoas felizes" Imagem: Zac Lucatelli/Divulgação
do UOL

Lucas Gabriel Marins

Colaboração para o UOL, em Curitiba

06/02/2019 04h00

A rede de mercados Multi Gula, de Curitiba (PR), está procurando novos colaboradores para integrar sua equipe. Não é preciso ter formação superior, entender de informática ou mesmo comprovar experiência. A única exigência da empresa, com 12 lojas espalhadas pela capital paranaense, é que a pessoa seja feliz.

Em janeiro, a rede abriu 36 vagas para as áreas de atendimento ao cliente, reposição de produtos e caixa, com salários que variam de R$ 1.350 a R$ 1.500, além de benefícios, como vale-transporte e vale-refeição. Até terça-feira (5), ainda havia 21 postos disponíveis.

O gerente de treinamento Cid Becker (à esq.) ao lado do colaborador Douglas Rodrigues, contratado por ser feliz, e do gerente da loja, Sérgio Lopes - Lucas Gabriel Marins/UOL
O gerente de treinamento Cid Becker (à esq.) ao lado do colaborador Douglas Rodrigues, contratado por ser feliz, e do gerente da loja, Sérgio Lopes
Imagem: Lucas Gabriel Marins/UOL

O gerente de treinamentos de pessoas da empresa, Cid Becker, disse que começou a procurar pessoas com esse perfil depois de analisar o atendimento em outros estabelecimentos e verificar falhas na própria companhia. Segundo ele, em alguns locais o cliente não é recebido nem sequer com um bom dia.

"Para nós, a definição de felicidade é a valorização do próximo. Por isso, procuramos colaboradores que sigam essa máxima e tratem os clientes com atenção, respeito e carinho, não medindo esforços, por exemplo, para ajudar um idoso ou uma gestante que precise de auxílio dentro da loja", afirmou.

Com pessoas felizes, faturamento cresce 100%

Desde que o grupo começou a contratar funcionários com um perfil específico, a loja da região central, localizada em um dos pontos mais movimentados da capital paranaense, dobrou seu faturamento. "Passamos de R$ 200 mil em dezembro de 2018 para R$ 400 mil em janeiro deste ano", disse o proprietário da Multi Gula, Denis Araújo.

A rede, que hoje conta com 90 funcionários, foi criada por Araújo em dezembro de 2017. O empresário relatou que, na época, investiu R$ 40 mil na compra de um mercadinho para seu padrasto trabalhar. "O negócio deu certo, e, depois de 40 dias, resolvi expandir. Desde então, abri praticamente uma loja por mês", disse.

A rede Multi Gula tem 12 lojas em Curitiba e pretende inaugurar mais três unidades em 30 dias - Zac Lucatelli/Divulgação
A rede Multi Gula tem 12 lojas em Curitiba e pretende inaugurar mais três unidades em 30 dias
Imagem: Zac Lucatelli/Divulgação

A rede planeja abrir outras três unidades nos próximos 30 dias. De acordo com Araújo, o crescimento do negócio se deve ao formato do mercado, que funciona como ponta de estoque, com produtos mais baratos do que os oferecidos pelos estabelecimentos tradicionais.

Ele relatou que consegue comprar alimentos mais barato porque negocia direto com os fornecedores, sem a intermediação de outras empresas.

Empresa deve ajudar a ser feliz

Para Silvana Fernandes, Head de RH da Pontomais, startup da área de recursos humanos de Curitiba, um ambiente de trabalho com pessoas felizes é benéfico para a empresa e aumenta a produtividade.

"Um colaborador que esbanja felicidade sabe o que quer e tem uma missão de vida que afeta tudo ao ser redor, influenciando de forma positiva a operação como um todo", disse.

Ela declarou, no entanto, que a felicidade é uma via de mão dupla no ramo corporativo e que as empresas também precisam dar condições para o colaborador alcançá-la.

"É possível proporcionar isso, por exemplo, com a criação de ambientes tranquilos e leves, com a flexibilização dos horários e por meio de suporte aos funcionários, mesmo em questões pessoais", afirmou.

Onde encontrar:

Multi Gula - https://www.facebook.com/multigula/

Empresa deixa funcionários levarem cachorros ao escritório, e foi uma festa

UOL Notícias

Mais Notícias