PUBLICIDADE
Topo

Notícias

Migrantes hondurenhos partirão da Guatemala ao México mesmo sem permissão

26/01/2019 23h04

Guatemala, 26 jan (EFE).- Cerca de 3 mil migrantes hondurenhos que estão na cidade guatemalteca de Tecún Umán cruzarão na próxima semana para território mexicano com ou sem permissão migratória, disse neste sábado a Procuradoria de Direitos Humanos (PDH) da Guatemala.

Os delegados da Procuradoria verificaram a situação dos migrantes na ponte Rodolfo Robles e no parque central de Tecún Umán, na fronteira da Guatemala com o México, onde há aproximadamente 3 mil pessoas, disse o organismo.

Segundo a PDH, as autoridades municipais informaram que não têm capacidade para manter o albergue habilitado e o Instituto Nacional de Migração do México indicou que não dará mais permissões.

Diante dessa decisão, alertou a PHD, os migrantes anunciaram que na próxima semana ingressarão no México com ou sem permissão.

"Neste último êxodo em massa de migrantes nenhuma instituição realizou ações de assistência humanitária", afirmou a PDH.

O Ministério de Governo (Interior) informou que diversas instituições públicas da Guatemala analisam um protocolo com a finalidade de dar um atendimento digno às caravanas de migrantes que cruzam pelo território no trânsito aos Estados Unidos.

O Ministério de Governo acrescentou que busca garantir a livre locomoção dos cidadãos migrantes, mas contando sempre com a respectiva documentação e respeitando as leis migratórias da Guatemala ao ingressar ou sair do país.

"O país deve estar preparado para poder enfrentar novos movimentos maciços de migrantes e poder atendê-los de uma forma digna", ressaltou.

Várias caravanas de migrantes hondurenhos e salvadorenhos passaram por território guatemalteco em trânsito para os Estados Unidos fugindo da pobreza e da insegurança, apesar do anúncio do presidente americano, Donald Trump, de que não poderão ingressar no país. EFE

Notícias