Topo

Inédito! Meteorito atingiu a Lua no último eclipse, e filmaram isso; veja

Meteorito atinge a Lua durante eclipse total

UOL Notícias
do UOL

Helton Simões Gomes

Do UOL, em São Paulo

23/01/2019 11h40

Algo mais aconteceu enquanto a Lua era tingida por um tom avermelhado durante o eclipse total que ocorreu na madrugada desta segunda-feira (21). O fenômeno foi observado por milhões de pessoas nas Américas, Europa e África, mas poucas delas repararam em um detalhe.

Enquanto a Lua era encoberta pela Terra, que bloqueava os raios do Sol, alguns indivíduos atentos que assistiam o fenômeno em transmissões de vídeo notaram um flash do lado esquerdo do satélite: naquele momento, um meteorito atingia a Lua em cheio.

A tese de que o brilho percebido durante o evento era um impacto começou a circular na internet logo após o eclipse. A hipótese foi confirmada pelo astrofísico José Maria Madiedo, da Universidade de Huelva, na Espanha.

A rocha se desintegrou durante o impacto, produzindo o brilho percebido nas imagens

As imagens do momento do impacto foram captadas pelo Sistema de Análise e Detecção de Impactos da Lua (Midas), um projeto conjunto entre a Universidade de Huelva e o Instituto de Astrofísica de Andaluzia.

Madiedo afirmou à New Scientist que ele e sua equipe tentavam há tempos captar um meteorito atingir a Lua durante um eclipse. Não haviam conseguido até então porque a grande quantidade de luz nessas ocasiões é um obstáculo. Impactos como esse até foram filmados, mas nunca durante um eclipse.

Para esta ocasião, Madiedo dobrou o número de telescópios voltados a captar a Lua. Destacou oito deles para o fenômeno. "Eu tinha a impressão de que dessa vez iria acontecer."

Não demorou muito para a impressão do professor se concretizar. Logo após o fim do eclipse, o impacto do meteorito foi sinalizado por um software que analisa as imagens captadas pelos telescópios.

O evento ocorreu durante a fase de aproximação da Lua com a Terra, conhecida como Superlua. Durante o espetáculo, a lua costuma ficar avermelhada. Isso ocorre porque os raios do sol não a alcançarão diretamente e, em vez disso, uma pequena parte dos raios vermelhos se filtrará através da atmosfera da Terra e se refratará sobre a Lua.

Madiedo afirmou que o flash resultante do impacto foi luminoso o suficiente para que o telescópio o captasse. O professor ainda não fez os cálculos das dimensões do meteorito, mas, segundo suas estimativas, não deve ser maior do que uma bola de futebol americano e pesar mais que dois quilos.

Você já viu um eclipse, mas sabe o que acontece durante o fenômeno? Entenda

AFP

Mais Notícias