PUBLICIDADE
Topo

Nets e Bon Jovi dão comida a servidores afetados por paralisação do governo

22/01/2019 19h03

Nova York, 22 jan (EFE).- O Brooklyn Nets e o cantor Jon Bon Jovi se uniram para ajudar os servidores públicos afetados pela paralisação parcial do governo dos Estados Unidos, a mais longa da história e que deixou cerca de 800 mil pessoas sem salário durante mais de um mês.

Os Nets ofereceram nesta terça-feira o próprio estádio, o Barclays Center, e alimentos para os trabalhadores em parceria com o Banco de Alimentos da Cidade de Nova York, que transferiu uma das suas despensas móveis à arena, onde distribuiu comida para 500 famílias.

Além disso, funcionários do Banco de Alimentos divulgaram informações entre os presentes sobre outros centros aos quais poderiam comparecer para receberem alimentos gratuitos e refeitórios comunitários nas suas áreas de residência.

Essas iniciativas levaram a presidente do Banco de Alimentos da Cidade de Nova York, Margarette Purvis, a alertar sobre a dramática redução das suas reservas, já que a paralisação do governo impediu o envio de mais comida ao órgão.

"O banco de alimentos movimenta 120 refeições por minuto, então podemos ver como nosso estoque cai rapidamente", explicou Purvis ao portal "NY1.

O cantor Jon Bon Jovi ofereceu refeições de graça ontem de 12h às 14h no seu restaurante "JBJ Soul Kitchen" no distrito de Red Bank, em Nova Jersey, estado natal do artista.

Também participou da iniciativa a "Phil and Tammy Murphy Family Foundation", uma organização fundada pelo governador de Nova Jersey, Phil Murphy, e a sua esposa.

O estabelecimento de Jon Bon Jovi é um restaurante sem fins lucrativos no qual os clientes podem se sentar para comer embora não possam pagar, e no qual podem oferecer os seus serviços como voluntários em vez de pagar tudo.

"Em consonância com a nossa missão, pedimos aos servidores federais para que desfrutem de uma deliciosa comida e conheçam outras medidas de apoio disponível na nossa comunidade", dizia o comunicado divulgado na página do Facebook do restaurante.

A filial do "JBJ Soul Kitchen" da cidade de Toms River, também em Nova Jersey, dará comida de graça aos servidores públicos do estado amanhã.

Outras instituições estão oferecendo apoio aos servidores, como a Associação de Hotéis de Nova York, que dá estadia gratuita nos seus hotéis para casos de emergência, e a companhia de telecomunicações AT&T, que não está exigindo o pagamento de antigas faturas.

Além disso, a equipe de basquete acrobático The Harlem Globetrotters oferece entradas de graça, a mesma iniciativa do Metropolitan Opera, cujos espetáculos estão gratuitos para os servidores até o fim do mês.

Seguradoras como a Kackensack Meridian Healthcare também não cobrarão determinados pagamentos, e a Ally Financial expandirá o seu programa para ajudar os clientes afetados pela paralisação do governo. EFE

Notícias