Topo

Ela levou 12 tiros e sobreviveu a ataque em banco nos EUA; quatro pessoas morreram

Reprodução/USA Today
Whitney e Waller Austin na Cincinnati Medical Center (Centro Médico de Cincinnati) Imagem: Reprodução/USA Today

Do BOL, em São Paulo

10/09/2018 15h30

Whitney Austin, vice-presidente do Fifth Third Bank, banco de Cincinnati, nos EUA, sobreviveu ao ser baleada 12 vezes durante tiroteio na última quinta-feira (6), que resultou em quatro mortes. Ela foi entrevistada nesta segunda (10) e falou dos momentos angustiantes. As informações são do USA Today.

Veja também:

"Como fui selecionada para ser vítima de um tiroteio em massa? É realmente assim que vou partir?", disse Whitney, inconformada com a situação. 

Para ela, o tempo parecia uma eternidade. Em um momento, Whitney estava deitada no chão, dentro da porta giratória do banco: "Comecei a fazer as pazes com Deus", explicou.

Ao ser retirada do local, Whitney implorou aos médicos para falar com o marido, Waller. Um dos profissionais colocou o celular no ouvido dela, que disse: “Waller, eu fui baleada tantas vezes e dói tanto, mas estou respirando e eles estão cuidando de mim”.

O prefeito de Cincinnati, John Cranley, declarou que o tiroteio poderia ter deixado um número "muito maior" de mortes se não fosse pela rápida resposta dos policiais. "Aparentemente ele estava atirando em vítimas inocentes", afirmou Cranley. "A polícia chegou ao local em questão de segundos, literalmente", completou.

Whitney, que continua sua recuperação na Cincinnati Medical Center (Centro Médico de Cincinnati), foi retirada da unidade de terapia intensiva no último sábado (8).

O caso

Na última quinta-feira (6), aconteceu um tiroteio no Fifth Third Bank, banco de Cincinnati, nos EUA, que resultou em quatro mortes, entre elas a do atirador. O crime durou apenas 4 minutos e 28 segundos.

A polícia identificou o atirador como Omar Pérez, de 29 anos. Os investigadores não determinaram se ele tinha alguma ligação com o banco. "Há uma possibilidade de alguns problemas de saúde envolvidos", detalhou Eliot Isaac, chefe da polícia de Cincinnati, em entrevista coletiva.

A polícia acredita que Pérez entrou no lobby do edifício de 30 andares com cerca de 200 balas e uma pistola semiautomática de 9 milímetros legalmente adquirida. Os quatro mortos eram funcionários do banco. 

Assista a trechos do tiroteio:

(Com informações do USA Today)

Quer receber notícias de graça por mensagem no seu Facebook? Clique AQUI e digite Notícias após acessar o Messenger. É muito simples!

Mais Notícias