PUBLICIDADE
Topo
Notícias

Notícias

Criador de "Minecraft" defende teorias da conspiração malucas no Twitter

Markus "Notch" Persson, que recebeu US$ 2,5 bilhões após vender "Minecraft" e o estúdio Mojang para a Microsoft - Reprodução
Markus "Notch" Persson, que recebeu US$ 2,5 bilhões após vender "Minecraft" e o estúdio Mojang para a Microsoft Imagem: Reprodução
do UOL

Do UOL, em São Paulo

31/08/2017 12h49

Em 2014, Markus "Notch" Persson entrou para a lista de bilionários da noite para o dia ao vender seu pequeno joguinho, "Minecraft", para a Microsoft.

Desde então, além de comprar uma mansão de US$ 70 milhões em Beverly Hills (superando até propostas de Jay-Z e Beyoncé), ele tem feito... basicamente as mesmas coisas que fazia antes: postar no Twitter, desde reclamar de estar solitário (que aparentemente nem o dinheiro pode compensar de alguma forma) até se sentir oprimido por feministas.

Ah, e discutir e defender teorias da conspiração bizarras. 

Para quem não sabe, Pizzagate (ugh) é uma teoria que surgiu após a divulgação de e-mails da campanha de Hillary Clinton para a presidência dos EUA pela organização WikiLeaks, em que a palavra "pizza" na verdade era um termo secreto para um esquema de pedofilia organizado por seu gerente, John Podesta.

As "transações" teriam acontecido no pizzaria Ping Pong Pizza, em Washington D.C. (relativamente perto da Casa Branca, inclusive). Um detalhe importante: o lugar não tem um porão.

A teoria tem sido fonte constante de ridicularização por parte de liberais e a esquerda em geral - especialmente após um homem entrar armado e abrir fogo no restaurante. Notch, em particular, parece acreditar que os e-mails tragam algum código secreto, mas não supõe que eles necessariamente envolvam pedofilia.

"'só um pedaço de pizza e precisa saber o quão fino cortar' é obviamente código", escreveu. Eu pessoalmente acredito em drogas antes de MALDADE TOTAL"

Para o desenvolvedor de games, ainda é preciso uma discussão a respeito do assunto.

"Então todos precisam se acalmar, parar de tomar um lado porque ele é moralmente justo, e ser honestos. Isso inclui você, leitor."

Como quase tudo na internet, o quanto são crenças verdadeiras de Notch e o quanto é "trollagem" por parte dele é um mistério -- embora ele já tenha ameaçado um processo contra o site Daily Beast por atribuir suas declarações de forma errônea.

Notícias