Topo

Aprovada no Fies, Suzane von Richthofen desiste de cursar administração

Suzanne desistiu de cursar faculdade - Tuca Vieira - 29/06/2005 / Folha Imagem
Suzanne desistiu de cursar faculdade Imagem: Tuca Vieira - 29/06/2005 / Folha Imagem
do UOL

Ana Carla Bermúdez

Do UOL, em São Paulo

21/02/2017 17h21Atualizada em 22/02/2017 10h29

Presa desde 2006 por ter matado os pais, Suzane von Richthofen perdeu o prazo para efetuar matrícula no curso de administração em uma faculdade católica particular em Taubaté (SP) com financiamento do governo federal.

Suzane havia conseguido a vaga pelo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) no dia 13 de fevereiro e tinha até as 23h59 desta segunda (20) para dar continuidade ao processo de inscrição.

A faculdade Dehoniana, onde a detenta havia sido aprovada, afirmou não ter recebido a matrícula de Suzane. Órgão responsável pelo Fies, o FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) confirmou que a presa perdeu o prazo e que a vaga será disponibilizada para candidatos aprovados em lista de espera.

Suzane se inscreveu para o curso noturno de administração com a nota que obteve no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2016, realizado em dezembro do ano passado para pessoas privadas de liberdade. 

Como a faculdade é presencial, Suzane precisaria comparecer às aulas. Ela cumpre pena em regime semiaberto desde 2015, na Penitenciária de Tremembé, no interior de São Paulo. A distância entre as duas cidades é de cerca de 20 km. Segundo o TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), porém, não é possível saber se ela pediu recentemente permissão para deixar a prisão para estudar porque o processo corre em segredo de Justiça. 

Procurada pelo UOL, a defesa de Suzane, via assessoria de imprensa da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, informou que, "por razões éticas, o Defensor não comenta a vida pessoal da assistida". Já a SAP (Secretaria de Administração) ainda não se pronunciou.

Notícias