Topo

Instagram detalha diretrizes com mais restrições a nudez e assédio

Diretrizes de comunidade do Instagram esclarece em quais situações usuários podem ter conteúdo excluído - Justin Sullivan/Getty Images/AFP
Diretrizes de comunidade do Instagram esclarece em quais situações usuários podem ter conteúdo excluído Imagem: Justin Sullivan/Getty Images/AFP
do UOL

Do UOL, em São Paulo

17/04/2015 11h10Atualizada em 17/04/2015 17h31

O Instagram atualizou suas regras para a comunidade. Com a mudança, a rede esclarece que a publicação de conteúdos com nudez, assédio e pornografia ocasionará em remoção dos arquivos do site.

A última mudança de política do Instagram era de 2012, logo quando a rede social foi adquirida pelo Facebook. As alterações devem ajudar os usuários a entender os critérios da rede, que já foi criticada, por exemplo, por exagerar na exclusão de conteúdos -- recentemente, por exemplo, a imagem de uma mulher supostamente menstruada foi excluída da rede.

Ao "Wall Street Journal", a companhia explicou a diferença da nova linguagem. "Antes, dizíamos para os usuários não serem maus. Agora, dizemos claramente que você não pode ofender as pessoas. A linguagem está mais forte", disse Nick Jackson Colaco, diretor de políticas públicas do Instagram.

Um dos pontos onde essa clareza é explicitada é quando as diretrizes abordam nudez. "Sabemos que há momentos em que as pessoas podem desejar publicar imagens de nudez de natureza artística ou criativa, mas, por vários motivos, não permitimos nudez no Instagram", informa as diretrizes da comunidade.

A companhia diz que vai banir vídeos ou imagens de relações sexuais, genitais, nádegas e até mamilos femininos.

O documento do Instagram ainda ressalta que vai remover conteúdos com ameaças, discursos de ódio e informações pessoais com o intuito de chantagear.

O detalhamento das diretrizes da comunidade pode ser lida em português no site do Instagram. (Com "Wall Street Journal" e "The Verge").

Mais Notícias