Topo

Petistas e tucanos comparecem em inauguração de templo da Igreja Universal

A presidente Dilma Rousseff assistiu à cerimônia ao lado do bispo Edir Macedo - Reprodução
A presidente Dilma Rousseff assistiu à cerimônia ao lado do bispo Edir Macedo Imagem: Reprodução

do BOL, em São Paulo

31/07/2014 22h36

A inauguração do Tempo de Salomão, da Igreja Universal, ocorrida nesta quinta-feira (31), reuniu figuras proeminentes da política nacional, sobretudo petistas e tucanos. Entre outras autoridades, compareceram à cerimônia a presidente Dilma Rousseff, o vice-presidente Michel Temer e o governador paulista Geraldo Alckmin, além dos ministros Aloizio Mercadante (Casa Civil), Gilberto Carvalho (Secretaria Geral) e Marco Aurélio Mello (do Superior Tribunal Federal).

Maior templo evangélico do Brasil, com obra que custou R$ 680 milhões segundo a Universal, o megatemplo foi inaugurado no Brás, zona leste de São Paulo,  com forte segurança e esquema especial da Polícia Militar, Guarda Civil Metropolitana e Companhia de Engenharia de Tráfego para organizar as ruas no entorno do templo.

Restrita para convidados, a cerimônia de inauguração junto às autoridades não pode ser acompanhada pela imprensa - com exceção da TV Record, propriedade da Igreja Universal.

Dilma Rousseff acompanhou o evento na primeira fileira do templo, ao lado do bispo Edir Macedo, da Universal, e o vice-presidente Michel Temer - e ao lado desde último estava o governador Geraldo Alckmin, a um assento de distância da presidente petista, portanto.

(Com informações da Folha de S.Paulo)   

Notícias