PUBLICIDADE
Topo

"Homem elefante" quer encontrar um amor após cirurgia facial

O indiano Lalit Ram tem 26 anos e é agricultor - Reprodução/Daily Mail
O indiano Lalit Ram tem 26 anos e é agricultor Imagem: Reprodução/Daily Mail

do BOL, em São Paulo

16/11/2013 18h17

Um aldeão indiano conhecido como "Homem Elefante" espera  encontrar uma mulher para se casar após se submeter a uma cirurgia para remover uma deformidade facial provocada por uma doença chamada neurofibromatose -  um grande tumor que deixou flácido parte do rosto do jovem de 26 anos. A informação é dos sites britânicos Mirror e Daily Mail.

Lalit Ram, que é agricultor, conta que enfrenta provocações cruéis de vizinhos cada vez que ele sai de casa. E alguns o comparam ao deus elefante hindu, Ganeshji.

Depois de ouvir sobre o caso traumático, Vivek Kumar, um cirurgião plástico de Delhi. se ofereceu para operá-lo gratuitamente.

Lalit foi acometido pelo tumor ainda na infância. Porém, por ser de família pobre, não conseguiu fazer um tratamento.

"Tenho dificuldades para me alimentar. Às vezes, me sinto tão sozinho, porque não tenho ninguém para conversar, então eu choro”, desabafou o indiano em entrevista ao site Daily Mail.

Com o tempo, segundo conta, o tumor cresceu e sua aparência atraiu os olhares da vizinhança. Sem conseguir se relacionar, Latif fez amizade com um búfalo, que se tornou seu melhor amigo e animal de estimação.

"Eu mantenho meus sentimentos enterrados no meu coração. Eu quero ganhar dinheiro, sair para trabalhar e se casar”, contou o jovem.

De acordo com médicos, a operação é altamente complexa é cheia de perigos, mas o Dr. Kumar acredita que é possível corrigir a maioria dos tumores e que, provavelmente, Latif terá uma vida normal após o procedimento.

Sobre a futura esposa, Latif disse que ela deve ser “educada”, prendada e "bonita".

O que é neurofibromatose?

Neurofibromatose é uma doenças genética que causa tumores na pele.

Apesar de aparência chocante, os crescimentos e inchaços - chamados neurofibromas e causados por um crescimento das células - não são cancerosos ou contagiosos.

A condição tem sido associada com o "Homem Elefante", o nome dado a Joseph Carey Merrick, que foi severamente desfigurado.

No entanto, em 1986, uma nova teoria surgiu de que o Sr. Merrick pode realmente ter tido síndrome de Proteus, uma doença que provoca crescimento anormal dos ossos, pele e cabeça.

A confusão foi novamente composta em 2001, quando foi proposto que ele sofria de uma combinação de neurofibromatose tipo um (NF1) e síndrome de Proteus.

No entanto, testes de DNA em seu cabelo e ossos mostraram inconclusivos.

(Com informações dos sites Mirror e Daily Mail)

Notícias