PUBLICIDADE
Topo

Modelo ajudou a desviar R$ 300 milhões seduzindo prefeitos do país

Luciane Hoepers em foto de rede social - Reprodução/Facebook
Luciane Hoepers em foto de rede social Imagem: Reprodução/Facebook

do BOL, em São Paulo

25/09/2013 16h57

A modelo Luciane Hoepers prestou depoimento nesta terça-feira (25) na Polícia Federal, em Brasília, sobre sua participação em um esquema que teria desviado R$ 300 milhões de fundos de pensão municipais.

A catarinense Luciane era uma das iscas de uma quadrilha acusada de desvia os valores em oito Estados do país. A modelo agia como uma "pastinha", uma mulher bonita contratada para encantar prefeitos e convencê-los a entrar no esquema de fraude. Segundo a polícia federal, as "pastinhas" visitavam os políticos e, depois de uma ida a lugares mais aconchegantes, os apresentavam aos líderes do bando.

Luciane admitiu ter visitado, pelo menos, dez prefeitos e disse que se envolveu com um deles. Após o depoimento, a modelo foi liberada.

(Com informações do "Jornal da Band")

Notícias