Topo

Suspeitos de matar menino boliviano são mortos na cadeia em SP

O menino Brayan Capcha, 5, morto durante assalto à sua casa, em São Paulo - Reprodução/ SBT
O menino Brayan Capcha, 5, morto durante assalto à sua casa, em São Paulo Imagem: Reprodução/ SBT

do BOL

30/08/2013 19h51

Dois homens acusados de matar o boliviano Brayan Yanarico Capcha, 5, foram mortos na tarde desta sexta-feira no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Santo André, na Grande São Paulo.

Segundo informações da Folha de S. Paulo, Paulo Ricardo Martins e Felipe dos Santos estavam no pátio, por volta das 14h30, quando foram envenenados por uma mistura que reúne cocaína, viagra, água e creolina. Agentes penitenciários informaram que os presos foram encaminhados para a enfermaria, mas não resistiram.

O "coquetel da morte" foi criado por membros da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) para matar inimigos de forma discreta, já que a causa da morte seria identificada como overdose, dificultando as investigações e impossibilitando indicar um culpado por homicídio. O CDP de Santo André é dominado por integrantes da facção.

A Secretaria da Administração Penitenciária confirmou as mortes e informou que vai apurar o caso. 

 

Mais Notícias