PUBLICIDADE
Topo

Mulheres em idade universitária bebem além do limite com mais frequência que homens

Do UOL, em São Paulo

23/05/2013 13h46

Mulheres em idade universitária ultrapassam os limites indicados de bebida alcoólica com mais frequência que homens, mostra um estudo do NIAAA (Instituto Nacional de Abuso de Álcool e Alcoolismo, em tradução livre), nos Estados Unidos.

De acordo com as diretrizes do instituto, os limites de bebida alcoólica são diferentes entre homens e mulheres: quatro copos por dia e catorze copos por semana para homens; três copos por dia e sete copos por semana para mulheres.

"Os limites semanais [na quantidade de bebida alcoólica] são recomendadas para evitar efeitos nocivos a longo prazo, tais como doenças do fígado e câncer de mama. Ao ultrapassar os limites semanais com mais freqüência do que os homens, as mulheres estão se colocando em maior risco a longo prazo", afirmou Bettina B. Hoeppner, professora assistente da Faculdade de Medicina de Harvard.

"Limites recomendados de consumo são mais baixos para as mulheres que para os homens porque pesquisas revelaram que as mulheres experimentam problemas relacionados ao álcool em níveis mais baixos de consumo de álcool do que os homens", explicou Hoeppner.

Para o estudo, os pesquisadores pediram a 992 estudantes universitários (575 mulheres e 417 homens) para relatar seus hábitos diários em uma base quinzenal através de questionários online durante seu primeiro ano de faculdade.

"Não são claras as razões que levam muitos estudantes universitários a excederem os limites semanais. É possível que a falta de consciência das orientações e possíveis consequências de ultrapassá-los contribua para as taxas elevadas. Se assim for, os médicos podem reduzir os danos ao educar seus pacientes em idade universitária sobre as diretrizes e os danos causados pelo álcool, especialmente as mulheres", disse a pesquisadora.

Notícias