Topo

Thammy, Carlinhos, Ludmilla: famosos LGBTs relatam como foi sair do armário

Imagem/Divulgação Reprodução/Instagram Montagem/UOL
Thammy Miranda (à esq.), Carlinhos Maia e Ludmilla (à dir.) assumiram a homossexualidade recentemente Imagem: Imagem/Divulgação Reprodução/Instagram Montagem/UOL
do UOL

Gilvan Marques

Do UOL, em São Paulo

2019-06-23T04:00:00

23/06/2019 04h00

No país em que uma morte por homofobia é registrada a cada 16 horas, como mostrou uma pesquisa recente, não é fácil assumir publicamente a orientação sexual. Seja famosos ou anônimo, todos estão sujeitos a sofrer com preconceito.

Nos últimos anos, no entanto, mais celebridades têm tomado coragem de declarar seu amor por pessoas do mesmo sexo, servindo de exemplo para muitos de seus fãs que vivem a mesma angústia do armário.

No dia da Parada LGBT de São Paulo, considerada a maior do mundo, o UOL relembra seis deles, e os relatos de dificuldades que enfrentaram e libertação.

  • "Me sentindo mais livre, sendo mais eu"

    Ludmilla viu a sua vida amorosa virar notícia ao anunciar, em entrevista ao Blog do Leo Dias, do UOL, o namoro de sete meses com a sua bailarina, Brunna Gonçalves.

    Muita gente foi pega de surpresa com a revelação, mas apesar de não ter entrado em detalhes, Ludmilla já havia dito que se considerava bissexual. "Eu não tenho problema nenhum em pegar mulher. Lógico que eu fico com mais homem, mas aqui é zero preconceito", disse ela.

    Mais tarde, ao se apresentar no Show dos Famosos, Ludmilla contou a Faustão sobre como foi falar sobre a relação: "O meu problema foi enfrentar pessoas preconceituosas, mas graças a Deus minha família e meus fãs sempre me apoiaram. Quando eu resolvi assumir meu relacionamento, eu ganhei tanto amor, tanta mensagem de carinho, que agora estou me sentindo mais livre, muito melhor, estou sendo muito mais eu, coisa que estava guardada na caixinha. Agora posso gritar pro mundo que sou livre". Leia mais

  • "Vida sendo você mesmo será linda"

    Hugo Bonemer bem que tentou, mas não conseguiu evitar a "polêmica" ao se assumir gay, naturalmente, durante entrevista concedida ao programa "TV Fama", em abril do ano passado.

    Na ocasião, após o ator dizer que estava namorando, o repórter questionou se "ela" era do meio artístico. Bonemer então corrigiu: "Não, é ele. É um ator".

    Ganhou o apoio de personalidades como primo William Bonner e a apresentadora Fátima Bernardes.

    À vontade hoje para falar sobre o assunto, Hugo analisa: "Você é alertado --o tempo todo-- que gays são aberrações, covardes, nojentos, e os únicos pontos de chegada são o da solidão ou da morte prematura. Mas a vida sendo você mesmo pode ser muito linda". Leia mais

  • "Não é opção, nasci assim"

    Thammy Miranda enfrentou preconceito até dentro de casa ao falar publicamente sobre a orientação sexual, primeiro através do seu blog e, mais tarde, em um programa da Band, em 2006.

    "Não é uma opção. Acho que quem é gay nasce assim. Eu nasci assim. Somos criados aprendendo que o certo é menino com menina. É difícil mudar isso", disse, na época.

    Gretchen, a mãe, não aceitou a decisão de Thammy e resolveu levá-lo até mesmo a um igreja. "Fiquei lá no meio, e o pastor me chocalhando. Ele falava: 'Sai, demônio'!", relembrou o ator.

    O fato não o intimidou e, com todo burburinho, ele resolveu peitar os haters. Em 2014, Thammy anunciou o processo de transição de gênero e mostrou cada conquista aos fãs.

    Ele se casou com a modelo Andressa Ferreira em Las Vegas (EUA), e atualmente o casal planeja o primeiro filho por meio de fertilização.

  • "Sou livre, sou o que eu quiser"

    Bruna Linzmeyer admitiu que estava namorando uma mulher em uma entrevista em 2016. A atriz, que já tinha sido casada com o ator Michel Melamed, já disse em entrevistas que assumir publicamente sua relação, independente de rótulos, era "um ato político".

    "Como mulher e dentro da caixinha que assumo eventualmente como mulher lésbica, como mulher sapatão... eu não sou só isso. Eu sou uma pessoa livre e, às vezes, nem tão mulher, eu sou o que eu quiser", disse ela no "Amor & Sexo". Leia mais

  • "Recebi da minha família o amor que todas deviam dar"

    Filho de Mauricio de Sousa, o criador da Turma da Mônica, Mauro Sousa disse ter consciência de sua orientação sexual desde os 12 anos, mas foi aos 18 que decidiu se assumir --primeiro para a sua mãe, depois para o pai.

    "Recebi deles aquilo que eu acredito que todas as famílias de LGBTs deveriam dar: apoio, compreensão, amor", contou ele em relato enviado ao UOL.

    Mas se em casa o amor foi incondicional, Mauro se surpreendeu com a repercussão da imagem acima, uma cena corriqueira publicada pelo pai, em que aparece ao lado do filho e do genro, sentados à mesa da cozinha.

    "Repercutiu muito. Mas se antes eu estava protegido pela minha 'bolha', dessa vez houve uma grande exposição que atingiu milhares de outras pessoas. Recebi mensagens de todos os tipos. Em sua grande maioria, mensagens lindas e emocionantes, mas outras horrorosas, como se eu (e LGBTs em geral) fosse um monstro", conta ele.

    O apoio que teve em casa, e que nem todos os gays recebem, fez Mauro refletir sobre a importância do debate. "É por isso que a semana do orgulho LGBTQI+ é importante: para que ninguém se sinta sozinho. Para que nos fortaleçamos juntos. Para termos voz. Para nos sentirmos como uma família e, assim como a minha fez por mim, fazer a diferença na vida dos LGBTs." Leia mais

  • "Não me escondi, me preservei"

    O Dia dos Namorados foi a data escolhida por Nanda Costa para homenagear a sua namorada, a cantora Lan Lanh e, consequentemente, contar ao mundo sobre o amor das duas.

    "Não acho que eu me escondi, acho que eu me preservei. A gente vive num país extremamente preconceituoso e eu não queria ser rotulada, como sempre buscam rotular. Eu sempre me senti muito livre", contou a atriz em entrevista à revista Marie Claire.

    Desde então, as duas declaram seu amor nas redes e até fizeram parcerias musicais juntas.

  • "A guerra de vocês não é comigo"

    Considerado o "rei do Instagram" por ter se tornado uma das personalidades mais influentes do mundo na rede social, Carlinhos Maia anunciou aos seus milhões de seguidores seu amor por Lucas Guimarães, a quem pediu em casamento.

    Mas, dias depois, irritou muitos LGBTs ao dizer que não se tratava de um "casamento gay". "Precisa mesmo ficar rotulando o tempo todo? Quando os héteros vão casar, a gente diz, 'olha, casamento hétero'? Não. Entendam de uma vez por todas: a guerra de vocês não é comigo", escreveu ele, irritado.

    Na cerimônia, transmitida ao vivo e vista por quase 3 milhões na rede social, muita gente notou também que os dois não se beijaram na hora do "sim". Mais protestos e explicações do influenciador digital: "Nem tudo na vida é virtual. O nosso beijo é quentinho, molhado igual à maioria dos beijos, mas é nosso, apenas nosso!". Leia mais

Mais Listas