Topo

Relembre 9 brigas públicas sobre pensão alimentícia que deram o que falar

2019-01-09T14:00:00

09/01/2019 14h00

A fama não exime as celebridades de arcarem com as pensões aos seus filhos, pelo contrário. Apesar disso, muitos desses famosos não fogem ao bate-boca público quando o assunto é questionar valores. Confira algumas brigas que saíram da esfera particular e tornaram-se pauta para a mídia.

Leia também:

  • Arquivo pessoal e Reprodução/Instagram

    Simony e Diego Souza

    O ano mal começou e a cantora se viu envolvida em uma polêmica ao postar uma foto da mansão em que o ex vive, ironizando o valor pago por ele para Pyetra, 12, filha do ex-casal. Atualmente técnico de futebol do Taboão da Serra, ele pediu a revisão da quantia, que era de R$ 6 mil, depois passou para R$ 1,2 mil, e agora para R$ 300. Em áudio vazado e atribuído a cantora, é possível ouvi-la dizer: "Você vai passar vergonha, e quero que passe mesmo. Eu vou em todas as televisões e vou falar: 'Ele é um safado, vagabundo. Quer que a filha dele estude em colégio público, pagando 300 reais de pensão?'. Eu vou recorrer de novo e vou até o inferno. Você não vai escapar. É isso que quer pagar? Então vai passar vergonha. Está avisada, viu, filha? Vou fazer seu pai passar vergonha. O juiz determinou isso, mas você é pai! Você sai para jantar e gasta mais de 300 reais com seus filhos. Ela está aqui do meu lado, viu, Diego? E ela está sabendo tudo que você está fazendo com ela! Nem precisa colocar 300 reais? Me fala, ela come o que com 300 reais?". O ex alega que seu salário atual é R$ 1 mil. Leia mais.

  • Divulgação

    Wesley Safadão e Mileide Mihaile

    Cansada de tentar resolver a situação no âmbito privado, a mãe do filho mais velho do cantor contou com a ajuda da mídia para lutar contra a redução da pensão, pedida por Safadão. Até então, o artista pagava R$ 9 mil a Yudhy e, segundo a empresária, tentava diminuir o valor pela quarta vez. Depois de muita polêmica, a Justiça deicidiu aumentar para valor para mais de R$ 38 mil por mês. Além disso, o atual acordo determina que o cantor deve arcar com as despesas de uma viagem internacional para o filho, acompanhado pela mãe, um vez ao ano, em primeira classe, incluindo uma babá e dez salários mínimos para as despesas

  • Getty Images

    Britney Spears e Kevin Federline

    Apesar de não terem feito grande alarde, a mídia tratou de manter os holofotes em cima do caso, principalmente devido à fama da princesinha do pop. No início de 2018, o ex da cantora entrou na Justiça para triplicar o valor até então recebido de pensão para os dois filhos deles, de US$ 20 mil (cerca de R$ 73 mil) por mês. Na papelada, Kevin alega que a ex mora em "uma mansão de 8,5 hectares com elevador, biblioteca, sala de mídia/jogos, 3.500 garrafas de vinho, uma casa com piscina, pomar, spa do tamanho de um resort, quadra de tênis e campo de golfe", enquanto ele reside com a atual esposa e filhos em uma casa de 185 m². A ideia do pai era que os filhos pudessem desfrutar de padrões de vida semelhantes na casa de ambos genitores. Em setembro, depois de algumas interferências do pai, que pressionou o ex-genro a respeito dos gastos, Britney fechou um acordo para aumentar a quantia paga. Leia mais.

  • Foto Rio News e Reprodução

    Kelly Key e Latino

    Em diversas oportunidades, o cantor usa sua visibilidade para reclamar dos valores das pensões pagas aos filhos - ele tem nove. Em dezembro de 2018, ele chegou a ser preso novamente por não pagamento da quantia referente aos proventos do filho Matheus, de 6 anos, fruto de relacionamento com a modelo Jack Blandy. Glaucia Deneno, mãe de Valentina, outra herdeira do artista, também move um processo a respeito do mesmo assunto contra o ex. "Dos nove filhos que eu tenho, apenas duas [mães] querem viver de pensão. As outras trabalham e aceitam as minhas condições. Essas duas aí querem viver da minha pensão, em vez de pensar em ganhar dinheiro, trabalhar... É complicado ficar julgando, né?", disse Latino ao UOL. Kelly Key causou alvoroço ao contar que o ex desembolsa um salário mínimo com a pensão para a filha deles. Segundo a cantora, o valor foi decidido depois que ele abriu mão de um processo em que reivindicava os direitos como empresário no início da carreira da dona do refrão "Baba Baby". "A gente mora em um país onde as pessoas acham SEMPRE que a mulher faz filho pra ganhar pensão. É uma sociedade que tá sempre pressionando a mulher e a mulher abre mãos às vezes de seu direito por conta disso. Eu sou uma mulher que abri. Eu não briguei na justiça, por exemplo, por uma pensão meio a meio dos gastos da minha filha. Eu não tenho vergonha de dizer que eu recebo um salário mínimo de pensão pra Suzanna. Eu não preciso. Não faz falta. Mas eu não aconselho nenhuma mãe a fazer o que eu fiz, pois eu estou tirando um direito que é da minha filha. Hoje eu tenho essa cabeça, mas jamais iria entrar na justiça para revirar isso. Eu entendo que a maioria das famílias vive com um salário mínimo, mas a nossa realidade não é essa. Um salário mínimo não paga nem o colégio. Mas as pessoas ainda acham: 'ahn olha, tá assim porque tem a pensão do fulano e não é verdade'", falou a cantora em seu canal no YouTube

  • Reprodução/UOL

    Waguinho e Solange Gomes

    Mãe de Stephanie, filha do ex-integrante do grupo de pagode Os Morenos e atualmente pastor, Waguinho, Solange Gomes usou o Instagram em julho de 2018 para relembrar as dificuldades que passou para sustentar a herdeira sem ajuda do ex. "Fiquei por 13 anos sem receber a pensão dela, a não ser quando [Waguinho] ia preso e era obrigado a pagar. Hoje, ele está pagando. Ele só faz o pagamento da escola da filha e isso de alguns anos para cá. Criei [a jovem] com meus trabalhos esporádicos, ajuda da minha mãe e do meu ex-marido", disse. Ao UOL, a assessora do pastor afirmou que a renda mensal dele é de R$ 10 mil, dividida entre seus cinco filhos: "Ele não tem condições de pagar oito salários mínimos a Stephanie", informou

  • Reprodução/Instagram @eduardocosta e Reprodução/YouTube

    Eduardo Costa e Lília Araújo

    Em outubro de 2018, o cantor resolveu fazer uma transmissão ao vivo em seu Instagram para falar sobre o caso, após a ex pedir o reajuste da pensão para a filha deles: "É uma pensão de 10 mil reais para a minha filha e eu pago o plano de saúde que é junto com o meu, dá onze mil ao mês. Ela é uma pessoa desestruturada", disse, referindo-se a ex. Lília, por sua vez, alegou em entrevista a Antonia Fontenelle que a quantia não cobre os gastos da menina, como escola, curso de canto, Inglês, natação e pilates. "Eu não quero nada dele, só queria dar o básico para a nossa filha. Eu abri mão de tudo, de trabalho e estudo, e me dedico 100% a minha filha, e não me arrependo disso, mas eu preciso ter condições. Eu tentava acertar as coisas da melhor maneira possível para eu não ter esse tipo de exposição, para poder poupá-la. Mas, infelizmente, diálogo nós não temos", rebateu. "Sou mãe, motorista, babá, professora particular. Não convivo mais com ele, não aguentei mais a pressão. É complicado. Ele explode por pouca coisa, aguentei por quatro anos e tem uma hora que não dá mais", disse ela para Sônia Abrão, revelando ter sido despejada com a filha por falta de pagamento do aluguel do imóvel em que viviam, no valor de R$ 2,5 mil, por dois anos

  • Rogerio Fidalgo e Anderson Borde/AgNews

    Antonia Fontenelle e Jonathan Costa

    Em maio de 2017, Fontenelle comentou a proposta do ex para reduzir a pensão do filho deles, Salvatore, com, na época, quase um ano. A ideia de Jonathan era pagar R$ 1.600. "Eu não preciso dele para nada. Já criei um filho sozinha e posso sustentar o segundo, terceiro, quarto, quantos filhos eu quiser fazer. O que me magoou bastante nesse papel foi o valor de R$ 1.600. É uma afronta! Ele alega que foi morar com a mãe [a então deputada Verônica Costa], porque ele não tem condições de se bancar porque é produtor de baile funk. E o mais grave: ele alega que eu sou herdeira do Marcos Paulo [ator e diretor que morreu em 2012]. Foi a parte que mais me afetou. Eu não consigo ter raiva dele, mas eu lamento porque temos um filho em comum e isso é absolutamente desnecessário", lamentou a artista em conversa com Leo Dias. Segundo ela, na ocasião, o cachê do ex-marido no "JonJon: O Baile" varia de R$ 10 mil e R$ 15 mil

  • Onofre Veras/AgNews

    Fábio Jr. e Mari Alexandre

    Em 2017, o cantor entrou com um pedido de redução do valor da pensão para o filho Záion, o caçula, fruto do casamento com Mari Alexandre. Alegando desembolsar cerca de R$ 35 mil por mês no total (R$ 24 mil de pensão e outros gastos adicionais), ele não estava feliz com a quantia e, de acordo com o jornal Extra, estaria contestando também a vida de luxo levada pela ex. A artista, por sua vez, não ficou contente com as proporções que o caso tomou e também colocou a boca no trombone ao ser questionada pelo programa de Sônia Abrão: "Não precisava ter sido exposto da maneira que foi. Decidido já foi, ele recorreu", pontuou, revelando que Fábio não havia conseguido reduzir o valor, que segundo ela é muito menor do que o que foi especulado

  • Reprodução/Instagram

    Maurício Mattar e Petra Mattar

    A briga do artista a respeito da pensão de Petra durou muitos anos, começou com a ex, Fabiana Sá, e acabou com a própria filha, Petra (foto). Em 2013, ele conseguiu a redução do valor e a juíza do caso alegou que a jovem, então maior de idade, poderia trabalhar para ajudar em seu próprio sustento. "Meu pai não me liga vai fazer cinco meses, não pergunta nem se eu tô bem, não me vê ao mesmo tempo que não fala comigo... Aliás, a última vez que me viu, há 2 meses atrás, na última audiência, ele sequer olhou pra minha cara. Minha mãe nunca me proibiu de falar com meu pai e muito menos impediu alguma coisa, muito pelo contrário, abriu mão de todas as férias, feriados, natais e viradas de ano, para eu estar com ele... E agora tenho quase 19 anos e ela não manda mais nos meus atos, mas me defendeu com unhas e dentes, a pedido meu. Se meu pai tivesse me procurado, tentado, como diz o advogado dele, tenho certeza que teria conseguido. Ele tem meu celular, sabe onde eu moro, então quais seriam os motivos pra não me encontrar? É muita cara de pau mesmo. Mais cara de pau ainda, é eles me fazerem passar de 'maldosa' pro Brasil inteiro, quando na verdade eles contam só a versão deles, e esse advogado, aumentando sempre a história enquanto pode!", desabafou a jovem nas redes sociais

Mais Listas