PUBLICIDADE
Topo
Listas

Listas

R$1 milhão em polêmica$: 12 babados envolvendo o nome de Emilly

Paulo Belote/Divulgação/Globo
Imagem: Paulo Belote/Divulgação/Globo

do BOL

14/08/2017 16h00

Falem mal ou falem bem, mas falem de mim. Será que este é o lema de Emilly, que dentro ou fora do reality show "BBB" não cansa de se envolver em polêmicas? Confira algumas das vezes em que o nome da gêmea deu o que falar na boca do povo depois de ter vencido o programa:
 

  • Montagem BOL

    Penetra

    A última situação "inusitada" envolvendo o nome da ex-BBB aconteceu após Tatá Werneck afirmar no Twitter que Emilly e sua irmã gêmea Mayla entraram na festa de aniversário da atriz, realizada no último sábado (12), de penetras. "Foram super bem recebidas, inclusive, só realmente não conhecia. Mas adorei conhecer", comentou Tatá Leia mais

  • Reprodução/Instagram @neymarjr

    Missão Neymar

    Em junho deste ano, Emilly foi em uma festa em que Neymar também estava para comemorar o aniversário do jogador de vôlei Bruninho. Ela então não perdeu tempo e pediu ajuda de um promoter do evento para conhecer o ex de Marquezine, mas não rolou e ela acabou virando piada nas redes sociais. Emilly, contudo, não se deixou abalar e uma semana depois não apenas se encontrou com o jogador, como acabou engatando um romance com um dos "parças", Jô Amancio

  • Reprodução/Instagram @emillyaraujoc

    Na beira do desemprego

    Desde que venceu o "BBB", Emilly tem usado o dinheiro em cursos de interpretação e investido na carreira de atriz, mas, de acordo com a colunista Keila Jimenez, os planos não estão indo tão bem. Ela teria sido reprovada em um teste para "Malhação" e em outro para entrar em um humorístico da Globo. Com isso, ela, que tem contrato com a emissora até o final do ano, pode acabar sendo dispensada, uma vez que não está em nenhuma atração do canal

  • Reprodução/Instagram @emillyaraujoc

    Sem festa

    A comemoração dos 21 anos de Emilly e Mayla foi cercada de rumores. De acordo com o jornal carioca "O Dia", as gêmeas teriam enfrentado dificuldades para encontrar promoters e patrocinadores interessados em realizar a festa supostamente por conta de todas as polêmicas envolvendo o nome da vencedora do reality. Em entrevista à revista "Quem", no entanto, Emilly negou os boatos e garantiu que foi escolha dela realizar uma celebração mais intimista em jantar com bolo e salgado na presença de familiares. "A decisão de celebrar de um jeito mais discreto foi pensada. Pensamos principalmente na nossa mãe. Estar sem ela por perto nos fez achar que é mais adequado celebrar apenas com os íntimos. Este é nosso primeiro aniversário sem ela. Queremos ficar com a nossa família"

  • Reprodução/Instagram @odanielfontes

    Dispensada pelos coleguinhas

    De acordo com o jornal "Extra", o ex-BBB Luiz Felipe, que realizou uma grande festa de aniversário inteiramente bancada por patrocinadores, convidou todos ex-colegas de confinamento, quer dizer, quase todos! As gêmeas Emilly e Mayla ficaram de fora da comemoração. Os participantes do programa tiveram passagem e hospedagem pagos pelos patrocinadores em troca de divulgação nas redes sociais. Mas, segundo a publicação, o dono da festa barrou as irmãs, uma vez que Emilly ganhou a bolada do prêmio e também a rejeição dos colegas

  • Reprodução/Instagram @maylaaraujoc

    Fãs roubados

    Em junho deste ano, Emilly e a irmã Mayla compartilharam imagens, em que aparecem em meio a uma multidão de fãs. Até aí tudo bem. O problema é que a campeã do reality show deu a entender na publicação que as pessoas estavam lá por causa dela. "Eu estava indo almoçar e...", escreveu ela na foto em que, assim como a irmã, rabiscou o nome de Larissa Manoela das faixas que os fãs usavam na cabeça. A atriz compareceria ao local para realizar uma sessão de autógrafos por conta de seu livro. Os fãs não gostaram nada da atitude das gêmeas e as acusaram de usarem os admiradores de Larissa para se promoverem

  • Reprodução/Instagram @showdafama

    Fala Brasil

    Em maio, a ex-BBB pagou um mico durante uma transmissão ao vivo do cantor Justin Bieber pelo Instagram. O gringo já havia elogiado a irmã de Emilly nas redes sociais e a gêmea resolveu relembrar o fato mandando diversas mensagens durante o chat. "Oi, Justin! A Mayla está só de olho aqui", "A Mayla está perguntando quando tu volta para o Brasil", "Sou brasileira e falo Brasil" foram algumas das tentativas de Emilly chamar a atenção de Bieber, mas ele não deu bola para a morena

  • AgNews

    Polêmica em voo

    Revoltada, Emilly publicou um desabafo em maio relatando que uma companhia aérea não havia permitido que ela trocasse de poltrona antes de o avião decolar. "De cara com essa companhia aérea. Eu tô numa poltrona que não reclina. Eu fui mudar pra outra e disseram que não dá. Eu disse 'me dá que eu pago' e não deixaram eu pagar. Tô de cara", contou a ex-BBB. A GOL, no entanto, emitiu um parecer sobre o caso afirmando que as poltronas que antecedem às saídas de emergência, de fato, não reclinam e que não é possível comprar poltronas dentro do avião: "Os assentos GOL + Conforto só podem ser adquiridos nos canais de venda da companhia ou no momento do check-in, não sendo possível adquirir dentro da aeronave"

  • Reprodução/Instagram @emillyaraujoc

    Sem IPhone

    De acordo com Leo Dias, em nota divulgada em maio, Emilly foi pessoalmente até uma loja da Apple, no Rio de Janeiro, e pediu à vendedora um IPhone 7 Plus em troca de divulgação em seu Instagram. No entanto, a funcionária explicou que o estabelecimento não trabalhava com esse tipo de permuta, portanto a ex-BBB não levaria o aparelho. Segundo o colunista, do jornal "O Dia", a cena teria causado vergonha alheia para quem presenciou

  • Reprodução/Instagram

    Devolveu relógios

    Ainda sobre patrocínios, Emilly acabou protagonizando uma confusão com uma loja de relógio em um shopping da Barra da Tijuca. Em maio, ela teria visitado o quiosque e recebido dois relógios de "presente", cada um no valor de R$ 400 em troca de uma postagem no Instagram. A representante da marca, Ester Dias, disse ao UOL, que publicou uma imagem da ex-BBB mediante autorização dela, mas que horas depois uma advogada foi ao local dizendo que outro perfil no Instagram, de Curitiba, usou a imagem dela afirmando que Emilly possuía toda a coleção de relógios. "Não sei quem é essa pessoa de Curitiba. Pode ser qualquer pessoa que compra e revende os relógios. Nós só temos lojas físicas no Rio de Janeiro e em São Paulo. A advogada pediu para apagarmos o post do perfil imediatamente e, no dia seguinte, ela mandou uma pessoa devolver os relógios"

  • Reprodução/Instagram @emillyaraujoc

    Tia faxineira

    Silvani Alves Correa, tia de Emilly, irmã de Vonei, pai da ex-BBB, contou ao programa "Fofocalizando", do SBT, que passa por necessidades em Eldorado do Sul, no Rio Grande do Sul, onde mora com a família. Ela afirmou que não é de seu feitio pedir ajuda para parentes, mas como tem se alimentado com a ajuda de assistentes sociais, acabou contando com Emilly, que a chamou para ser faxineira no Rio, em sua nova residência. "Ela me convidou. Só que daí ela disse que eu não podia levar meus filhos juntos. Meus filhos são tudo para mim. Eu criei eles sozinha. Então eu disse que não ia para o Rio sem os meus filhos", desabafou a mulher, que trabalha como faxineira e já foi gari

  • Reprodução/Facebook/William Araújo

    Não tem moral

    Depois que a tia desabafou sobre o episódio envolvendo Emilly, foi a vez de William Silva Araújo, primo da ex-BBB aparecer em um vídeo do YouTube detonando a parente. "Ela não tem moral de levar o nome Araújo", diz o rapaz ao dono de um bar em Eldorado do Sul. O homem pergunta sobre o parentesco. "Você é filho do Dez, o tio que ela tanto falava no programa e dizia que o amava bastante?" e William confirma: "Isso, sou filho do Dez, eu sou primo da Emilly", diz ele revelando que ela é "mal-agradecida". "Nunca ganhamos um real de Emilly. Não queríamos antes e não queremos agora nada", diz ele

Listas