PUBLICIDADE
Topo
Listas

Listas

Nada de fakes: 11 dicas para identificar um perfil falso nas redes sociais

Colaboração para o BOL

17/06/2018 14h00

Nem sempre as pessoas com as quais você tem contato nas redes sociais têm a melhor das intenções. O uso de um perfil falso, ou fake, pode ser apenas uma brincadeira de mau gosto, mas também pode ter um objetivo perigoso, como roubar informações pessoais para usos ilícitos. Confira onze dicas que vão ajudar a ter certeza de que a pessoa com quem você se corresponde na internet é realmente quem diz ser.


Leia também:

  • Reprodução/Allotofpicts

    Amigos em comum

    Quando alguém pede para adicioná-lo numa rede social, convém verificar se vocês possuem amigos em comum. Se não tiverem, desconfie. Esta medida pode ajudar a identificar um perfil falso, mas não é 100% garantida, porque seus amigos de verdade podem ter adicionado o contato sem conhecê-lo. Na dúvida, pergunte para seus amigos quem é aquela pessoa

  • Reprodução/SEOM Interactive

    Confirme a foto

    Fakes costumam usar fotos de outras pessoas em seus perfis, principalmente fotos de banco de imagens. Para tentar confirmar se a foto pertence ao contato, você pode fazer uma busca no site Google Imagens. O serviço vai analisar os dados e mostrar outras ocorrências daquela foto

  • Reprodução/Small Business Trends

    Procure em outras redes

    Se você conheceu alguém pelo Tinder, por exemplo, pode procurar a pessoa em outras redes sociais, como Facebook e Instagram, para conferir se as informações batem

  • Reprodução/Small Business Trends

    Busque pelo nome

    Faça uma busca pelo nome da pessoa. Desta forma, você pode confirmar algumas informações que ela tenha passado. Se o nome for muito comum, tente fazer uma busca junto com outra informação, como lugar de trabalho ou de estudo

  • Reprodução/Shutterstock

    Pergunte

    Se você não sabe porque foi adicionado por uma pessoa numa rede social, faça o básico: pergunte! Fazendo várias perguntas, você pode revelar aos poucos quem é a pessoa e qual seu objetivo. Comece com "de onde nos conhecemos?" e avance para perguntas mais específicas

  • Reprodução/Canaltech

    Lugar de origem

    Confira se a pessoa compartilha o lugar onde vive ou sua cidade de origem. Com esta informação, você pode conferir se os amigos desta pessoa também são daquele lugar. Quanto mais amigos locais a pessoa tiver, maior a chance de não se tratar de um fake

  • Reprodução/Mashable

    Informações incoerentes

    Esteja atento para informações que não batem entre si. Por exemplo: a pessoa diz ter 20 anos, mas na sua informação profissional diz ser diretor de uma empresa. Até pode ser verdade, mas na maioria das vezes, isso pode revelar incoerências

  • Reprodução/Ohnotheydidnt.livejournal.com

    Perfis de famosos

    Se a pessoa do outro lado diz ser uma celebridade, desconfie. Perfis de celebridades nas redes sociais costumam ter algum certificado de que correspondem realmente ao famoso. No Twitter, por exemplo, aparece um sinal azul ao lado do nome, mostrando que a conta foi certificada

  • Reprodução/Gazette Review

    Sem foto de perfil

    Para gerar confiança e empatia, muitas vezes precisamos de um rosto para nos basear. Perfis sem fotos ou com imagens neutras geram, automaticamente, desconfiança. Assim, comece a se questionar o motivo de aquela pessoa não querer mostrar seu rosto: é apenas uma forma de resguardar a própria privacidade online ou se trata de um fake?

  • Reprodução/MakeUseOf

    Rede de contatos estranha

    Uma estratégia usada por fakes em redes sociais é criar não apenas um, mas vários perfis falsos, para que os mesmos possam se adicionar e interagir entre si. Se não só o perfil com o qual esteja iniciando um contato for estranho, mas também toda sua rede ,siga o mesmo padrão, comece a desconfiar

  • Montagem BOL/FreeImages

    Ainda em dúvida?

    Na dúvida, simplesmente não aceite convites de desconhecidos

Listas