Topo

Dez mudanças e descobertas sobre o ator Thiago Lacerda

Colaboração para o BOL

19/01/2019 07h00

Ele já se destacou na natação, estudou administração, queria ser gerente de banco, mas acabou, casualmente, conhecido pelo Brasil inteiro por seus personagens na TV. O galã Thiago Lacerda completa 41 anos neste sábado (19/1/2019). 

  • Reprodução/TV Globo

    Imagina se ele fosse o seu gerente?

    O galã nem sonhava que se tornaria um ator conhecido no Brasil todo. A carreira artística começou por acaso, depois de Thiago ter procurado um curso de interpretação com o objetivo de perder a timidez e, futuramente, tornar-se gerente de banco. Em 1997, aos 19 anos, seu destino mudou de vez e ele estreou na televisão, em Malhação, da Globo

  • Reprodução/Agência O Globo

    A descoberta

    Em entrevista ao site Memória Globo, Thiago revelou que estudava administração de empresas na Universidade Estadual do Rio (UERJ) e nem pensava em transitar pelo meio artístico. "Não tinha vontade de seguir carreira. O curso [de interpretação] era uma maneira de lidar com a minha timidez. Mas tive certeza do que queria fazer da vida assim que terminei a primeira cena. Não fui eu que descobri o caminho certo, foi o caminho certo que me descobriu"

  • Maurício Fidalgo/Divulgação/TV Globo

    Atleta

    Filho do economista Jadyr de Paula Lacerda e da professora Marilene Ribeiro Lacerda, Thiago tem outro dom além da atuação. Ele coleciona medalhas e troféus conquistados pelo seu desempenho em competições de natação, das quais participava ainda no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro, onde cresceu

  • Divulgação/TV Globo

    Matteo!

    Em conversa com o canal Viva, o ator elegeu Matteo, da novela "Terra Nostra", como um dos maiores destaques de sua carreira na dramaturgia. "Lembro que estava gravando 'Pecado Capital' (1998) quando chegou um boato de que a Globo ia fazer a novela do século", relembrou, revelando que procurou a produção para se candidatar ao elenco. "A reação do Jayme Monjardim foi de 'achei alguém!'. Ele estava procurando há algum tempo.". Ao ser questionado se falava italiano, Thiago não pestanejou: "Não, mas aprendo que é uma maravilha!"

  • Divulgação/TV Globo

    Cheinho?

    Em 2014, o ator falou ao site Terra sobre o seu então personagem, Toni, de "Joia Rara", e as mudanças em sua forma física. "Não tenho mais o corpo atlético de antigamente, e esse personagem não me exigiu qualquer esforço físico mais complexo. Eu me sinto bem assim e não ligo para os que ficam criticando dizendo que estou mais cheinho ou se emagreci. A barba coça um pouco, mas é ótimo não ter a preocupação de estar sempre com o rosto lisinho. O que está em cena não é o Thiago pronto para fazer o 'bonitão', mas o ator e suas referências. Eu estreei na TV na pele do galã jovem e fui sendo chamado para o papel de herói a cada novo trabalho"

  • Julian Marques/Folhapress

    Farpas e indiretas

    Em 2014, o ator Paulo Betti fez um post no Facebook a respeito de uma reunião de apoio ao então candidato à presidência Aécio Neves na casa do apresentador Luciano Huck. Apesar de ter curtido a publicação, Thiago resolveu fazer textão em seu perfil para comentar o caso: "Um colega de profissão fez uma lista de nomes de colegas de profissão que se reuniram na casa de colegas de profissão para 'apoiar' um determinado candidato de oposição. Me soou bastante irônico, haja visto que o tal dono da página é declaradamente da situação. E também pelo tom usado. Me senti bastante ofendido! Aliás, como me sinto nos tempos de hoje!! Esse soldados da situação? Patrulheiros vermelhos? Gente xiita, completamente cega e com um discurso enraizado na segunda metade do século passado, onde só existe Companheiro e Inimigo, onde só existe o mundo contra nós, onde só existe certo e errado, verdade absoluta e mentira? Sem nenhuma vergonha de mascarar o óbvio, cujo principal objetivo é propagandear a mesmice canalha que assalta o país". Paulo Betti viu e fez questão de responder o colega: "Thiagão querido, o colega de profissão sou eu! Eu que escrevi esse comentário e coloquei (risos). Democracia é cada um expressar o que pensa e se expor publicamente apoiando e discutindo política, civilizadamente, sendo responsável! Não sei por que minha ironia chocou você?"

  • Eliana Rodrigues/Divulgação

    Treta!

    Em 2014, Thiago Lacerda não se conteve e soltou o verbo nas redes sociais ao ver o post de um amigo comentando a respeito da estreia de Cléber Machado como narrador da Copa do Mundo. "Cléber, de qualquer forma, não dá para aturar. Ele é um mala! Célebre Machado? Vem para o Luiz Carlos Junior. Sempre!", escreveu Thiago, em referência ao narrador do canal Sportv

  • Ana Ottoni/Folhapress

    Feio? Jamais!

    Em 2015, Thiago Lacerda deu uma entrevista ao canal Viva na qual afirmou não se importar ou ter intenções de lutar contra o título de galã: "Não preciso desmitificar esse rótulo. As pessoas associam também muito ao fato da beleza, não sei até que ponto o rótulo significa isso, ou se isso faz parte dele. Não pretendo ficar feio para deixar de ser galã. Também não penso em ser mais bonito para ser mais galã. Não afeta o meu comportamento diante do meu trabalho"

  • AgNews

    Mocinho na veia!

    Em entrevista ao site O Liberal, Thiago Lacerda comentou sobre seu papel como Darcy, em "Orgulho e Paixão" e falou sobre as alegrias de voltar ao lado do bem das novelas: "Venho de uma leva de vilões nos últimos trabalhos. O Ciro, de 'A Lei do Amor', foi um personagem complicado de lidar. Eu sofria bastante com as barbaridades que falava para o Tarcísio Meira em cena. O Darcy veio para lavar a minha alma (...) Estava com saudade de fazer um mocinho. Adoro os heróis e nunca escondi isso de ninguém. Tenho um apreço especial pelos personagens éticos e íntegros", pontuou

  • Zanone Fraissat/Folhapress

    Crise dos 40

    Em 2018, Thiago Lacerda abriu o jogo em entrevista ao site Notícias da TV: "Não é lenda esse papo de crise dos 40, não. A minha bateu e eu confesso que tenho parado para repensar minha vida, meus valores. O que tem me pegado é mais profundo: quem eu sou, para onde quero ir nos próximos 40 anos. Sinto que é a metade do caminho, sabe?", filosofou o artista

Mais Listas