PUBLICIDADE
Topo
Listas

Listas

11 momentos marcantes da trajetória de Ana Paula Padrão

Marcus Leoni/Folhapress
Imagem: Marcus Leoni/Folhapress

Colaboração para o BOL

26/11/2018 08h00

À primeira vista, quantos anos você diria que Ana Paula Padrão tem? Pasme ou não, a verdade é que, nesta segunda-feira (26/11/2018), a jornalista completa 53 anos! Confira alguns marcos da trajetória dessa musa conservada no formol que tornou-se obcecada por uma conquista profissional após ouvir um "não" de colegas, deixou sua marca em cada uma das emissoras pelas quais passou, já teve problemas de autoestima por conta de seu corpo e sofreu com tentativas frustradas para engravidar.


Leia também:

  • Reprodução/Instagram @anapaulapadraooficial

    Início

    Nascida em Brasília (DF), Ana Paula Padrão se formou em Jornalismo pela Universidade de Brasília. A carreira começou ainda na mesma localidade, em 1986, quando entrou para a TV Brasília, na época afiliada da TV Manchete

  • Divulgação/Globo

    Global

    Não demorou para que a jornalista entrasse para o time da emissora global. Entre 1987 e 2005, ela fez parte do quadro de funcionários e, nesse período, assumiu diversos desafios diferentes, como ter sido correspondente internacional em Londres e Nova York e ainda assumido o cargo de editora-executiva e apresentadora do Jornal da Globo

  • Reprodução/Instagram @anapaulapadraooficial

    Correspondente

    Assim que chegou em Londres, nos anos 1990, Ana Paula Padrão foi convidada por um grupo de amigos, em sua maioria homens, para um jantar. Ao ser indagada por um produtor sênior da Globo sobre sua pretensão ao trabalhar como jornalista no exterior, ela foi franca: "Quero ir para o Afeganistão". Na ocasião, as Torres Gêmeas ainda não haviam sofrido o atentado que colocou o nome de Bin Laden em todos os jornais, mas a ascensão política do Talibã já chamava a atenção. Porém, a reação obtida pela jornalista foi o riso de seus colegas. Depois de terem dito que ela não conseguiria e que deveria desistir da ideia, especialmente por ser mulher, a profissional se viu obcecada pelas etnias que formam o país e conseguiu um interlocutor no Talibã. Em 2000, ela finalmente conseguiu entrar no país e produziu uma série de reportagens. No ano seguinte, já após o atentado aos EUA, voltou para mostrar a invasão do Afeganistão

  • Reprodução/SBT

    SBT

    Ana Paula já revelou, em entrevista a Danilo Gentili, não ser uma pessoa acomodada, contudo ela já havia provado isso ao optar sair da Globo, emissora em que já havia construído uma trajetória. "É muito confortável estar na bancada. É um funil muito grande para chegar até lá e, quando a gente chega, não quer levantar mais. Eu preciso levantar, ir para lugares. Eu entrei com 21 anos e saí com quase 40 e não era mais ali que eu iria conseguir outras coisas na vida. Era difícil explicar isso. Não é algo que você comunica facilmente. Talvez eu tenha errado por não saber como explicar. Hoje sou mais madura e vejo com mais clareza isso. Mas o fato é que essa pessoa mais leve e feliz de agora é fruto do rompimento daquilo que me deixava mais tristonha, meio pela metade". Em 2005, logo após ter saído da Globo, ela assinou com o canal de Silvio Santos para comandar o SBT Brasil, atração que deixou para assumir o SBT Realidade, programa de documentários com reportagens especiais. Após participar da reestruturação do jornalismo na emissora, ela saiu em 2009 sem renovar o contrato

  • Reprodução/SBT

    Empreendedora

    A saída do SBT representou um marco na trajetória de Ana Paula Padrão. Na ocasião, ela fundou a Touareg, uma agência de conteúdo, que tem um portfólio recheado de clientes importantes, como Magazine Luiza, Monsanto, Avon e muitos outros. Seu segundo passo como empreendedora foi lançar o portal Tempo de Mulher, que oferece serviços e promove ações e eventos voltados ao seu público-alvo. Outro projeto da jornalista é o Escola de Você, plataforma digital com linguagem de televisão que trabalha para aumentar a autoestima das mulheres

  • Divulgação

    Record

    Ainda em 2009, depois de ter saído do SBT, Ana Paula Padrão seguiu para a Record. Ao lado de Celso Freitas (foto), a jornalista passou a apresentar o Jornal da Record. Na emissora, ela teve a oportunidade de cobrir os principais eventos jornalísticos e esportivos, aproveitando para produzir séries e reportagens especiais. Em 2013, a emissora e a profissional optaram por rescindir o contrato amigavelmente

  • Reprodução/Band

    MasterChef

    Partindo para o entretenimento, Ana Paula Padrão foi para a Band em 2014 assumir o MasterChef Brasil. "É uma experiência que vai além do conteúdo. E isso me ensinou muita coisa do ponto de vista pessoal. Outro aprendizado foi de entender como as plataformas podem trabalhar juntas para que um produto seja bem-sucedido. Já na primeira temporada entendemos que as redes sociais seriam uma alavanca muito importante para o programa. Demos as mãos e desenvolvemos maneiras de conversar com quem estava interessado. Seja a pessoa sentada na frente da TV, quem quisesse assistir no dia seguinte. Quem quisesse acompanhar tuitando. A Band foi feliz e muito rápida ao entender esse papel e sem nenhum tabu. Isso me ensinou muita coisa, hoje eu não consigo assistir ao programa sem estar na rede social", revelou a apresentadora em entrevista ao Meio & Mensagem em 2017

  • Reprodução/Instagram @anapaulapadraooficial

    Revista

    Durante um ano, de 2017 a 2018, a profissional multitarefas assumiu o cargo de diretora de redação da revista Claudia. "Não há apenas um feminismo, mas diversas causas femininas. Cada mulher pode escolher a sua", disse em sua apresentação

  • Thiago Duran e Francisco Cepeda/AgNews

    Novo programa

    Em outubro deste ano, Flávio Ricco e o site Observatório da Televisão divulgaram a notícia que Ana Paula Padrão estaria criando um projeto ao lado de Johnny Saad, dono da Band, na área jornalística. Ainda de acordo com as informações divulgadas, a produção dessa nova atração seria iniciada ainda este ano

  • Reprodução/Instagram @anapaulapadraooficial

    Autoestima

    "Eu estou felicíssima com meu corpo. A sensualidade não está na roupa que você veste, mas como você está: bem colocada, feliz, etc. Tem dia que coloco uma calça larguinha e uma camiseta e me sinto a sensual (...) Não tenho intervenção no corpo, só alguns botox no rosto. Hoje em dia, uso biquíni pequeno e me sinto linda de morrer", contou Ana Paula Padrão à Universa em setembro deste ano. Mas nem sempre foi assim. "Me achava muito esquisita. Comecei a usar blusa de manga curta depois dos trinta. Tinha tanta vergonha das minhas pernas que comecei a usar [saia] depois que as pessoas começaram a dizer que minhas pernas eram bonitas", confidenciou a jornalista ao programa Melhor da Tarde

  • Stéphane Olivier/Divulgação

    Maternidade

    Durante 12 anos, Ana Paula Padrão foi casada com o economista Walter Mundell (foto). Os dois anunciaram a separação em janeiro de 2015. Em novembro do ano anterior, ela contou ao R7 sobre como encarava a questão da maternidade. "Se um dia isso me fizer falta, eu adoto. Não sinto falta de ter crescido uma barriga em mim. Cheguei a ficar grávida e perdi com três meses. Eu estava mexida. Vinha de quatro tentativas de fertilização in vitro e um aborto", revelou a apresentadora, afirmando que já teve a vontade de engravidar, mas viveu um grande aprendizado com a experiência. "Só aparecem as fotos dos bebês risonhos dos casos de sucesso. Nas clínicas, encontrei mulheres que estavam na décima tentativa e nada"

Listas